23 de julho de 2005

Fetocidio Feminino


Namaskar

Um grupo de pesquisa da Universidade de Delhi vai estudar o por quê do fetocídio feminino continuar existindo apesar da proibição por lei.

O governo indiano anda preocupado com o fato de haver mais homens do que mulheres, ou seja, a população de meninos é muito maior do que a de meninas.

O governo indiano proibiu já faz tempo, a utilização de exame de ultrasonografia em mulheres grávidas. Somente mulheres com gravidez de alto risco podem fazer esse exame. Mesmo assim, ainda é comum encontrar médicos e hospitais que fazem o ultrason para detectar se o feto é masculino ou feminino.

Quando o feto é feminino um aborto é feito imediatamente e o feto eliminado. A decisão final é sempre tomada pelo marido e as mulheres apenas fazem o que lhes é ordenado; as indianas são deveras submissas.

***
Foi descoberto um aqüífero subterrâneo em Delhi e o governo já pensa em formas de utilizá-lo para tentar resolver o grave problema de falta d’água na capital.

***
O terrorista Mohamme Afroze que trabalhava para o grupo al-Qaida recebeu ontem uma sentença de 7 anos na prisão em Mumbai.

FOTO: Feto feminino de 8 semanas abortado.

http://www.indiagestao.blogspot.com/

Incredible India! (slogan oficial do governo indiano)

Om Shanti