7 de fevereiro de 2006

Gay India


07/02/2006

Namastê!

Um casal de jovens que se casaram contra a vontade de seus familiares foram espancados e apedrejados até a morte pela família de ambas as vítimas.

Aqui não tem jeito não, se a pessoa for de classe média ou baixa vai morrer com certeza se não se casar com quem a família escolher. Só os de cidades grandes escapam.

No estado de Gujarat, na vila de Gandhinagar, 45 casais formalizaram os seguintes votos de casamento: “Nós não iremos praticar o fetocídio de meninas” e “nunca faremos ultra-sonografia para descobrir o sexo do bebê. Isso é ilegal e vamos cooperar para o fim do fetocídio feminino”.

A suprema corte indiana quer rever a lei que ordena de 10 anos à prisão perpétua os homossexuais masculinos; e quer oficializar a homossexualidade.

O homossexualismo é comum e aceito pela sociedade que observa diariamente casais de homens andando romanticamente de mãos dadas, abraçados, encoxados e se agarrando, pelas ruas da cidade e outros lugares públicos como o Taj Mahal.

Faz parte da mesma lei que proíbe a homossexualidade, a lei que proíbe a relação sexual de um ser humano com um animal (zoofilia), embora essa também seja muito comum e constante principalmente na zona rural. Será que também vão oficializar? E por que só os homossexuais masculinos e não os femininos?


Incredible India!

Om Shanti