13 de junho de 2007

Zoroastrismo Não Parsi



Nâmaskar

Recebi estas explicações do senhor Onaldo e achei pertinente publicá-las no blog visto que já tratamos sobre Zoroastrismo por duas vezes anteriormente. Leia as postagens sobre Zoroastrismo dos dias 23 de março e 28 de abril de 2007 neste blog.

Segue abaixo explicações do Sr. Onaldo:

Os zoroastrianos da Índia, os parsis, são em sua maioria absoluta contrários à aceitação de pessoas nascidas fora de sua comunidade. Nesse caso não nos aceitam como zoroastrianos. Os seus espaços sagrados são vedados às pessoas de outras religiões e muitos deles são racistas – acreditam que os arianos são uma raça superior. Eles também são hoje a minoria e perdendo números a cada ano.

Segundo o World Almanac de 2005 os zoroastrianos são mais de 3 milhões no mundo, a maioria fora da Índia e do Irã. Aqui no Brasil somos ligados aos zaratustrianos da diáspora, principalmente aos da Zarathushtrian Assembly de Los Angeles, que nos iniciaram em 2001. Esses zaratustrianos da diáspora são formados por iranianos e indianos que imigraram para a Europa e os EUA desde o século XIX.

Na Índia, em Mumbai, tem um grupo crescente de parsis abertos aos de fora chamado: Association for Revival of Zoroastrianism http://us.f385.mail.yahoo.com/ym/Compose?To=arzmumbai@yahoo.com Eles estão construindo um Templo do Fogo aberto a todos. Existe, também em Mumbai, um grupo aberto que publica uma revista chamada Parsianahttp://us.f385.mail.yahoo.com/ym/Compose?To=parsiana@yahoo.com Fora esses, os outros são fechados e os mais ortodoxos até violentos. Ainda na Índia, tem um grupo grande de imigrantes tardios (os parsis chegaram há mais de mil anos), que são chamados de iranis e são rejeitados por muitos parsis. Os do Irã são receptivos, mas sofrem com as restrições do Estado Islâmico.

Esse movimento pelo zoroastrismo como religião universal acabou de ganhar um reforço com a fundação na França do The World Zoroastrian Council: http://www.w-z-c.com/English-wzc.php

***

Existe em Goiânia um museu chamado Zoroastro que foi tombado pelo patrimônio histórico em 2003 juntamente com outras edificações. Se houver algum leitor do Indiagestão em Goiânia ou alguém que saiba me explicar por que este museu chama-se Zoroastro por favor entre em contato via E-mail.

Como não conheço nenhum museu chamado Buda, Jesus, Maomé etc, gostaria de saber por que deram este nome ao museu de Goiânia.

Amanhã no Indiagestão, lista completa dos livros escritos por Gandhi; inclusive livros ONLINE GRÁTIS para baixar. (em inglês)

Incredible India! (slogan do governo indiano)

Om Shanti