10 de julho de 2007

Indianos São Preconceituosos


Namaskar

Clareamento de pele vira sensação na Índia

Mercado de cosméticos que tornam indianas menos morenas cresce apelando à imagem de auto-afirmação
HEATHER TIMMONS
DO "NEW YORK TIMES", EM NOVA DÉLI

A mulher indiana moderna é independente, dona de seu destino -e não é obrigada a conviver com sua pele morena. É essa a mensagem transmitida por um número crescente de empresas de cosméticos e produtos para a pele, que estão ampliando sua produção e seus orçamentos de publicidade na Índia para capitalizar sobre o aumento da renda disponível das indianas. Um tema comum a essas empresas envolve sabonetes e cremes que supostamente clareiam o tom da pele. Muitas vezes eles são promovidos com uma mensagem sobre "poder", sugerindo que suas usuárias estariam progredindo ou assumindo o controle sobre suas vidas.

Avon, L'Óreal, Ponds, Garnier, Body Shop e Jolen vendem produtos para clarear a pele, e todas elas enfrentam concorrência acirrada de um gigante local, Fair and Lovely ("clara e adorável"), um produto da Unilever que domina o mercado indiano.

No passado, a publicidade do Fair and Lovely, cuja embalagem mostra uma mulher infeliz de pele morena se metamorfoseando numa pessoa sorridente de pele clara, focava os problemas que uma mulher de pele escura poderia ter para encontrar um marido. Num sinal dos tempos atuais, os anúncios da empresa agora mostram a pele mais clara conferindo outro tipo de vantagem: ajudando a mulher a conseguir um emprego normalmente exercido por homens. "Fair and Lovely: o Poder da Beleza" é o slogan do último anúncio da companhia.

Preconceitos (Racismo)Não surpreende o fato de que a corrida para vender produtos que clareiam a pele venha atraindo críticas. Para alguns, os produtos reforçam preconceitos perigosos. Para Aneel G. Karnani, professor da Escola Stephen M. Ross de Administração de Empresas da Universidade do Michigan, que se formou em administração na Índia, quando a Unilever promove o Fair and Lovely, ela "não causa preconceito", mas aproveita o preconceito já existente.
As empresas de cosméticos -que também vendem produtos de clareamento em toda a Ásia e nos EUA, onde são promovidos como removedores de manchas ou sinais- argumentam que apenas oferecem às indianas o que elas procuram.

Enxergar os produtos como ofensivos é "uma maneira muito ocidental de encarar o mundo", disse Ashok Venkatramani, encarregado de produtos dermatológicos da Hindustan Lever, a subsidiária indiana da Unilever. "Na Ásia, ser belo é ter a pele dois tons mais clara." (A verdade é que indianos odeiam a cor escura de sua pele, assim como detestam os negros por terem pele negra.)
De acordo com Venkatramani, as vendas de Fair and Lovely vêm crescendo entre 15% e 20% ao ano.

Os produtos para o clareamento são de longe os mais vendidos no crescente mercado indiano de cuidados com a pele. Segundo a empresa de pesquisas Euromonitor International, o mercado de produtos dermatológicos cresceu 42,7% desde 2001 e hoje movimenta US$ 318 milhões.
Para Didier Villanueva, gerente nacional da L'Óreal Índia, a idéia de "clareza resplandecente" não guarda relação com o colonialismo ou a idealização da aparência européia. É um conceito que "tem raízes profundas na cultura do país".

Não há como negar que o conceito de "fairness", como é descrita a pele clara na Índia, está profundamente entranhado na cultura indiana. Quase todas as principais atrizes de Bollywood têm pele bastante pálida, apesar da gama de tonalidades de pele presente na população indiana, de quase 1 bilhão de pessoas.
Dermatologistas dizem que os produtos de clareamento podem prejudicar a pele, especialmente se contiverem hidroquinona. O composto reduz a melanina, mas, quando usado em altas doses, pode provocar manchas escuras permanentes.

Colaborou: Adir Tavares

Nívea Whitening for Men, este é o mais novo lançamento da Nívea aqui na Índia. Nívea Whitening for Men é um creme clareador da Nívea para homens, pois eles também odeiam a cor escura da pele e sonham em ser brancos.

Os homens indianos não querem mais se casar com indianas de pele escura e como já disse antes muitas vezes neste blog, “eles gostam mesmo é de carne branca”.



O irmão do meu marido queria casar, procurou no jornal de domingo anúncios de noivas, selecionou 2. Uma era magra e escura e a outra branca e gorda, adivinhe qual ele escolheu???? A branca e gorda. A gordura a moca pode emagrecer, mas a cor da pele não tem como mudar!! 

Incredible India!

Om Shanti


.