18 de setembro de 2007

Wild Fire



Namaste

É com grande alegria que estou de volta ao nosso querido Indi(a)gestao. Espero que durante estes 15 dias você tenha tido a oportunidade de reler algumas das postagens anteriores.

O clima aqui continua quente e úmido então não pude passear por Delhi como gosto de fazer, mas aproveitei para ir almoçar pela primeira vez na Wild Fire, a primeira churrascaria brasileira da Índia. Veja a postagem do dia 15 de agosto de 2007 e aqui vai meu parecer sobre a Wild Fire.

Sempre que se avalia um restaurante, ha que se levar em conta 3 itens, a saber: Comida, Serviço e Decoração, mas no caso da Índia, eu acrescento outros 2 itens Comunicação e Limpeza.

A Comunicação eh importante pois já fui a restaurantes onde os garçons só falam a língua local e não sabem inglês, e ai a coisa complica.

A Limpeza não eh item fundamental na cultura indiana e como já tive a companhia de 1 camundongo na minha mesa no restaurante Mishra que fica em Salt Lake, Calcutá, assim como o de uma ratazana enorme no restaurante Banyan também em Calcutá, para mim o item limpeza deve ser considerado quando falamos de Índia.

Eh bom que você saiba que aqui na Índia não existe a política “Visite nossa cozinha” como se vê ai no Brasil, pois se a pessoa visitar a cozinha de qualquer restaurante indiano (inclusive 5 estrelas), nunca mais come nada aqui na India.

O Serviço que eh simplesmente EXCELENTE na Wild Fire.

Todos os funcionários são muito prestativos, gentis e educados. Não ha do que se reclamar, pelo contrario sou toda elogios. Eh muito bom ser bem tratada para variar.

Limpeza, absolutamente nota 10, mais uma vez merece um EXCELENTE, o tempo todo na entrada o restaurante fica uma pessoa passando pano no chão. Louças, talheres, copos enfim, tudo limpo. Isso eh importante pois já peguei copo com mancha de batom, pois afinal aqui eh INDIA!!! Quanto a limpeza, nada a reclamar. Nenhum rato saiu correndo pela minha mesa ou passou em cima do meu pé rsssssssss

A Decoração eh moderna, clean, e apesar de simples, eh bastante agradável. Os tons vermelhos dos detalhes como o centro de mesa dão um ar de sofisticação. A decoração tem 2 pontos de atarraco (foco), o forno com suas labaredas que fica estrategicamente na entrada do restaurante, e quatro altas colunas de vidro recheadas com pimentas vermelhas secas. A decoração eh exatamente o que se espera de um restaurante que fica em um hotel moderno como o Crowne Plaza, portanto ÓTIMA.

Quanto a Comunicação, eh ÓTIMA; gostei muito como o garçom indiano cujo nome começa com a letra A (me esqueci o nome do rapaz) pronuncia a palavra ‘Churrasco’ com o sotaque do chefe Mateus, uma graça!

A palavra ‘Caipirinha’ também eh clara e fácil de entender. Por falar nisso, o rapaz indiano esta fazendo umas caipirinhas razoáveis; eu precisei de mais açúcar na minha e a do meu esposo estava aguada, também foi a primeira vez que vi caipirinha sendo feita na coqueteleira! Quem sabe com mais 2 meses de pratica ele consiga fazer caipirinhas como brasileiro rsssssss Eh aguardar para ver, pois no momento não esta valendo a pena pedir caipirinha.

E agora chegou a parte realmente importante, a Comida.

Não podemos comparar a Wild Fire com nenhuma churrascaria brasileira, isso seria injusto visto que o consumo da carne de boi aqui em Delhi eh algo complicado. Eu diria que guardada as devidas proporções a comida eh BOA.

Eu fui para o almoço que inclui uma sopa de cogumelo que eu dispensei e 3 porções de salada como entrada, que eu gostei muito. Depois disso foram servidos os acompanhamentos que foi uma salada de rucula com lascas de queijo, arroz com legumes e purê de batata.

O churrasco propriamente dito consistiu de picanha, fraldinha, coxa de frango, pato com laranja, costela de carneiro, abacaxi assado e camarão. Eh uma variedade pequena para nos brasileiros mas muito boa em termos de Índia.

Tenho certeza que esta churrascaria a primeira e única da Índia vai prosperar, primeiro porque a crescente comunidade brasileira de Delhi e arredores tem comparecido fielmente para matar a saudades de picanha, segundo porque os estrangeiros que ficam hospedados no hotel onde fica a churrascaria vão se alimentar lá pois graças a Deus a comida não tem pimenta e terceiro porque eu mesma vi uma mesa grande com 6 indianos se deliciando com a comida e com o fato de que o churrasco vem em forma de rodízio na mesa, o que eh uma verdadeira novidade aqui na Índia.

Os dois chefes brasileiros Mateus e Michel como sempre foram muito educados e simpáticos comigo.

Para maiores informações ligue: 91 (124) 453 4000

Incredible India! (slogan do governo indiano)

Om Shanti


.