15 de outubro de 2007

Blog Action Day






Namaskar

O Indi(a)gestão participa hoje, juntamente com outros 7 mil blogs, do Blog Action Day; dia em que os blogueiros se unem para tratar de um único tema e assim tentar chamar a atenção dos leitores para certos temas atuais importantes.

Hoje, dia 15 de Outubro, o Blog Action Day escolheu como tema – O Meio Ambiente.

Como em termos de preservação do meio ambiente a Índia é um zero a esquerda, há muito sobre o que falar, porém resolvi escolher um tema - Os Animais.

Viver na Índia não é nada fácil e por isso mesmo os indianos se suicidam tanto, mas viver na Índia sendo um animal, seja qual for a espécie, é MUUUUUUITO pior!

Os indianos não sabem o que significa respeitar um animal e trata-lo bem. Se eles não respeitam e não tratam bem uns aos outros imagine só os animais!!

LAMENTAVEL, é a única palavra que me vem a mente para descrever a situação dos animais indianos. Aqui só ratos, baratas e bois tem vez, os demais que se.....

Quando você vem a Índia e vê palácios, fortes e o próprio Taj Mahal, você nunca para pensar como essas grandes construções foram feitas. Pois bem, elas foram feitas com o esforço e sacrifício dos elefantes!!

Ai você diz aliviado, ‘Ah, mas isso era antigamente quando não existiam guindastes e coisas do género’. - E eu te respondo tristemente ‘não, isso ainda ocorre actualmente pois a Índia continua sendo um pais pobre, miserável, onde as pessoas passam fome e os animais não passam de simples objectos’.

O famoso tigre de bengala, animal símbolo da Índia, esta em extinção; e calcula-se que só existam actualmente 180 deles. Quem os mata? Por que os matam? Você já sabe as respostas.

Mais de 250 espécies de animais na Índia estão em perigo e precisam de protecção imediata.

Quase 500 áreas de vida selvagem, cobrindo 4% do território indiano, são teoricamente protegidas, mas mesmo assim os animais continuam sumindo do mapa....

O Wildlife Protection Act surgiu somente em 1972, mas mesmo tendo leis de protecção da vida selvagem, cade os animais????

Diversas espécies de tartarugas, baleia, tubarão, tigre, rinoceronte de 1 chifre, veado do pântano e mais 240 espécies estão em perigo, mas nada de concreto é feito e os caçadores ilegais continuam com seu trabalho de destruição da fauna indiana.

Steven Seagal, ator de Hollywood, escreveu uma carta a membros do parlamento indiano pedindo que eles apoiem emendas no Prevention of Cruelty to Animals Act de 1960. Este Act nunca foi actualizado durante estes 40 anos e ele impõe somente multas ínfimas contra crimes hediondos cometidos contra os animais.

Aqui na Índia o ator John Abraham é o notório defensor dos animais.

Em abril deste ano, 250 animais foram sacrificados no templo hindu de Panchubaraha que fica em Kendrapada. O “altar sagrado” do templo e arredores virou uma piscina de sangue. Muitos devotos vieram das vilas próximas para assistir a carnificina.

Bodes, carneiros e búfalos foram todos assassinados com a espada certeira de Babaji Dalei, que considera sua tarefa como sendo sagrada e que lhe foi passada de seu pai já há 20 anos atrás.

Os animais gritavam e grunhiam em desespero e enquanto o sangue jorrava de suas gargantas decepadas, os devotos hindus punham a mão no jorro de sangue e passavam em suas próprias testas para trazer-lhes felicidade, como se fosse agua benta!

Os amantes de animais e os activistas protestaram o quanto puderam mas Dhani Sauti, o sacerdote do templo, não quis nem saber deles e declarou que “Isso é uma antiga tradição, desde tempos imemoriais os devotos oferecem sacrifícios de animais no templo nas ocasiões de Chatya Purnima e Saptami durante Dussehra” o que significa que outra matança ocorrerá dia 21, no próximo domingo de outubro. E acrescentou, “Ninguém tem o direito de interferir na fé das pessoas”.

Se um sacerdote hindu pensa desta forma, imagine só como pensa o cidadão comum!

Não sou nem nunca fui uma pessoa pessimista, mas o futuro da fauna indiana é incerto e tenebroso. Que Deus os abençoe!!!

Fotos: Internet-Google

Indi(a)gestão para o Blog Action Day.

Om Shanti