21 de novembro de 2007

Ser mulher na India.....



Namaskar

Estas 3 noticias estão na primeira pagina dos jornais e não sei qual eh a pior, embora todas mostrem bem a realidade da condição de vida da mulher indiana.

Afazuddin Ali, um indiano muçulmano de 36 anos de idade aproveitou-se da lei que permite aos homens muçulmanos na Índia terem ate 4 esposas e casou-se com sua filha mais velha, uma adolescente de 14 anos de idade.

O muçulmano espertinho ludibriou sua esposa que não queria o casamento dizendo que ele havia recebido ordens diretas de Allah e que a união traria bem-aventurança e prosperidade para a família. A esposa, uma mulher muito humilde e sem estudo acreditou na lorota do marido e acabou concordando com o casamento incestuoso.

Tudo ia bem ate que a filha engravidou.

Eles mantinham a menina em casa o tempo todo porem uma vizinha percebeu a barriga de gravidez (ela esta gravida de 6 meses) e alertou as outras pessoas da vila de Kasiajhora onde moram.

Ali tem 3 filhas e 2 filhos e para evitar que ele case-se com as outras filhas o pessoal do vilarejo chamou a policia, mas como não foi feito nenhum boletim de ocorrência ele foi liberado e disse triunfante ao jornalista “Eu não fiz nada de errado. Está bem claro pois fui liberado”.

***

A outra noticia escabrosa na primeira pagina dos jornais eh a do marido injuriado que chamou 7 homens para estuprar sua esposa pois esta não lhe deu as 200 mil Rupias (5 mil dólares) de dote que ele queria.

O marido também participou do estupro coletivo que ocorreu inúmeras e repetidas vezes por 15 dias consecutivos, ate que o pai da moça conseguiu encontrar o esconderijo e resgatar a filha.

Alem dos repetidos estupros diários pelos 8 homens, eles ainda a espancavam e praticavam tortura física e psicológica ininterruptamente. A intenção do marido era “reduzi-la a nada”.

***

Pearl, uma estudante de 18 anos morreu bem em frente ao portão de sua faculdade quando um motoqueiro e seu amigo de garupa a empurraram para a rua.

Pearl e sua amiga Parul estavam caminhando juntas para a faculdade ao meio-dia. Já quase próximo ao portão de entrada da faculdade um motoqueiro e seu amigo de garupa passaram com a moto na calcada , entre as duas moças, falando “gracinhas” como eh o costume dos homens indianos.

Parul foi jogada para dentro da calcada em direção ao muro da faculdade e Pearl para fora da calcada em direção a rua. Ao cair no chão, um ônibus que vinha vindo não teve tempo de parar e passou por sua cabeça esmagando-a.

Estes são três bons exemplos dos homens indianos em um único dia.

Não pense que hoje foi um dia diferente e atípico. TODOS OS DIAS temos este tipo de noticias na primeira paginas dos jornais; eh algo normal e corriqueiro. Eu simplesmente não fico escrevendo sobre isso todos os dias pois eh extremamente deprimente para mim. Só quero deixar aqui um alerta para a quantidade inacreditável de brasileiras e portuguesas apaixonadas por homens indianos e que planejam vir para ca.

Foto: (NDTV) Homem indiano arrasta mulher pela rua apos bater nela com um bambu.

Incredible India!

Om Shanti