4 de janeiro de 2008

Despedida da Liz


Namaskar

Segue abaixo a despedida da Liz para voce leitor do Indiagestão.

Incredible India!

Om Shanti

Amiga amada e keridos leitores do Indiagestão

Eh doloroso escrever um “ultimo” testemunho, tanto que ainda não tive coragem de encerrar meu amado blog (WWW.liznaindia.blogspot.com).

Ainda tenho tantas historias p contar, tantas fotos p mostrar, que não quero ainda, me despedir de tds meus amigos e parceiros que conquistei nesse um ano e meio em que vivemos na India.

Apesar de todas as experiências (boas e ruins), descobertas inacreditáveis, e lugares sensacionais que conhecemos; nossa decisão de vir embora, para mts repentina, foi sim, estudada e mt analisada, visto que sabemos perfeitamente da crise em que vivemos aqui no Brasil, na área calçadista em que trabalhamos.

Mas nada eh mais importante para nos, do que nossa saúde mental e física.

E isso a Índia estava nos tirando.

Vivemos no sul da Índia, Chennai, por exatos 1 ano, 6 meses e dois dias.

Foram mts descobertas, mts surpresas, sorrisos e lagrimas.

Pra começar eh dificílimo largar nosso pais maravilhoso p ir morar num pais que parece que foi bombardeado.

Um pais quente, barulhento, desorganizado, sujo, machista, e hipócrita.

Apesar de termos nos preparado mt bem, para enfrentar tds essas excentricidades, a experiência foi dolorosa.

Eh difícil ver crianças carentes, desnutridas, queimadas, abandonadas, pedindo esmola a td esquina.

Eh mt difícil ver barracos transformados em casas em tds os lugares. Ver o povo beber água e tomar banho no mesmo balde.

Eh difícil acostumar com um povo que não tem ambição, e assim não querer lutar, não querer progredir.

Eh mt difícil ver td esse sofrimento e ser impotente diante disso tudo.

Tudo isso claro, me lembra o nosso pais, que tbm sofre de todas essas adversidades; mas não esqueça que na India vc multiplica isso por mil.

A Índia eh um pais pobre, de corpo e de alma.

De corpo pq a Índia eh feia externamente, suas cidades são esculhambadas, com sujeira p tds os lados, com um transito enlouquecido e ensurdecedor.

De alma, pq o povo eh triste, um povo sem sonhos, sem ambição.

Não digo que os indianos não são inteligentes, mas digo que so fazem o que acham extremamente necessário, ou conveniente a eles.

Digo também que são extremamente orgulhosos, teimosos, e alguns deles ate arrogantes.

Machistas então?! Demais!!!!

Mas em compensação, as mulheres são dóceis, frágeis, humanas, porem ignorantes e ignoradas.

Tentamos ao maximo estender nossa estadia por la; mas infelizmente nossas forcas foram em vão.

Lutamos, brigamos e acabamos sendo derrotados por um povo que mata qualquer um de cansaço.

Eh desgastante vc pedir trocentas vezes a mesma coisa, e depois de cansar de pedir, vc ter que ir la vc mesmo fazer, pq senão a coisa não acontece, ou se acontece, sai mau feita.

As tarefas mais complicadas, a gente já nem sonhava em delegar, pois certamente seria deixada de lado ou simplesmente ignorada.

Foi difícil nossa decisão, pois apesar de todas essas coisas ruins, a gente pega um afeto pelo lugar onde se tornou nosso lar por um ano e meio.

Sofremos tbm por deixar nossos amigos...

Neste tempo conhecemos lugares maravilhosos, pessoas incríveis, que certamente vamos levar no coração eternamente.

As lembranças ficarão gravadas p sempre em nossa memória e coração, e as fotos, em nossa casa, para relembrar um tempo que nem era tão ruim assim...

...saudades?! acho que já estou sentindo alguma sim...hehehehe

Mas infelizmente, não quero mais voltar a trabalhar na India.

Queremos agora, desbravar outros horizontes.

Mas nunca esqueceremos que as coisas mais difíceis tbm são as mais valorizadas.

Obrigado a tds os amigos brasileiros e indianos que conquistamos nesse período.

Obrigado a Deus, por nos proporcionar essa experiência de vida única.

E obrigada amada Sandra, por esse blog maravilhoso e único, que proporciona ao mundo conhecer um pouquinho da Índia através dos teus olhos, e dos olhos de teus amigos.

Um beijo no coração

Liz Lima :)

http://liznaindia.blogspot.com/