7 de abril de 2008

Ibira na India - Parte 13

(Lago no centro da cidade de Nainital)

(Vista da cidade de Almora)

Bom, como prometido, hoje devo contar minha nao menos incredible aventura nos Himalaias. Imagino que voces estejam ansiosos para saber sobre as lindas paisagens que devo ter visto, os picos nevados etc... mas, para quem foi ao Taj Mahal com chuviscos, como visitar o Himalaia pode ser uma experiencia de tirar o folego?

Entao vamos la... decidi que faria um bate volta ao Himalaia, saindo de Delhi. Na quarta feira a noite, dia 2 de abril, peguei um onibus para a cidade de Nainital, a 2000 metros de altura, nos principios do Himalaia. A viagem duraria quase 12 horas, o que significa que passaria a madrugada dentro do onibus. Minha ideia original era ir de trem, mas demorei para fazer a reserva, e inclusive a cota para estrangeiros (que existe) estava lotada para todos os dias da semana. Entao, para comprar a passagem do onibus, acabei entrando numa agencia de viagem e fiz minha reserva. Nao foi nada muito caro, mas o problema eh que as condicoes do onibus nao eram agradaveis... claro que nao era nenhum onibus local sem conforto; mas era um onibus que subiria o Himalaia e as janelas nao fechavam direito, que minhas pernas mal cabiam, que a reclinacao mal funcionava. Mas tudo bem, estamos ai pra isso. So o preco que nao estava correto, isso tive certeza.

Enfim, na manha da quinta feira, dia 3, cheguei a Nainital. A cidade eh relativamente charmosa, comparando com padroes indianos - eh possivel ate, a distancia, fazer uma comparacao com os alpes suicos... muitos recem casados vao ate essa cidade em lua de mel e, inclusive, havia um no onibus que me levou ate la. Ha um lago no meio da cidade e as montanhas estao em volta. Nessa epoca do ano nao ha neve ali, e por isso eu nao iria ficar em Nainital. Apenas dei uma volta para ver um pouco da cidade, pois meu objetivo mesmo seria a cidade de Almora, de onde eu poderia ter uma vista maravilhosa da cadeia nevada dos Himalaias - segundo diz o guia que carrego comigo.

A manha estava nublada mas nao muito fria em Nainital. Como costuma acontecer, pensei que logo que o sol subisse mais o ceu abriria. Entao perguntei na rodoviria que horas sairia o onibus para Almora, quando descobri que nao havia onibus para la. Eu teria que ir ate outra cidade, chamada Bhavali, e dali pegar o onibus para Almora. A distancia total de Nainital para Almora eh de quase 90 km, mas a viagem entre as duas cidades durou tres horas, ziguezagueando penhascos. Pelo menos as paisagens eram lindas...

Quando cheguei em Almora o ceu ainda estava bem nublado. A cidade em si eh bem feinha, nada de especial. Fica no alto do morro, com vistas de vales pros dois lados. Dois quilometros dali estaria o tal "Bright and End Corner", de onde eu teria a tal vista de tirar o folego dos picos nevados do Himalaia, incluindo o Nanda Devi, o pico mais alto da India, que chega a 7.800 metros de altitude. Pois bem, como o ceu ainda estava encoberto, resolvi dar uma volta pela cidadezinha, esperando melhorar o tempo.

Quando comecei a dar meus primeiros passos por Almora algumas gotinhas cairam do ceu. Eh normal, pensei, logo passa; e prossegui caminhando. Uns quinze minutos depois, porem, as gotas aumentaram, e aumentaram, e aumentaram. Comecou a chover. Por sorte eu estava perto de um lugar onde havia uma especie de guarita de vigilancia, que estava vazia, e entrei pra me proteger. Havia uma macaca com seu filhinho la dentro, tambem protegendo-se da chuva; eu ate tentei dizer a eles que eles poderiam ficar ali, mas eles acharam que eu era um predador e fugiram. Do alto da guarita eu percebi que ali do lado havia uma pequena prisao e, de repente, lembrei que meu guia dizia que aquela talvez fosse a prisao mais pitoresca da India, onde inclusive Gandhi foi preso uma vez. Enquanto eu estava ali observando a chuva, percebi algo estranho e resolvi descer para ver a chuva de perto. Qual nao foi minha surpresa quando vi que estava chovendo granizo! Se fui ao Himalaia para ver gelo, vi, so nao foi da neve... vejam o videozinho que fiz mostrando os gelinhos...

Depois de cerca de meia hora a chuva parou, gracas a Deus. Apos a chuva a temperatura havia caido bastante, mas certamente ainda acima de 10 graus. Continuei a andar e resolvi perguntar para que lado era o tal mirante. Ate me responderam, mas me disseram que seria inutil eu ir ate la pois nao veria nada durante o dia inteiro. Como nao era minha intencao passar uma noite ali, apenas andei mais um pouco e em seguida peguei o onibus de volta a Nainital.

A noite ainda dei uma volta de novo em Nanital, esperando o horario para a saida do onibus para Delhi. Depois, ja dentro do onibus (que foi mais barato e bem mais confortavel que o primeiro que peguei para ir pra la...), ainda esperando pra partir, estava eu quietinho no meu canto, cantando baixinho alguma musica indiana de Bollywood, quando um cara da minha idade, sentado na minha frente, vira surpreso ao ouvir aquilo. Como um indiano que se preze, me chama para sentar ao seu lado, ja que ambos nos dois estavamos sozinhos, e comeca a conversar e conversar e conversar comigo. Depois de muita conversa, disse que se eu voltar algum dia a India, eu poderia ficar na casa dele em Nainital e, ai sim, ter mais oportunidade de ver o verdadeiro Himalaia. Quando chegamos em Delhi ele ainda me pagou um cha e me ajudou a pegar o autoriquixa pagando o preco justo. Acho que fiz mais um amigo.

Como disse sobre Jaipur, o planejado nao aconteceu, mas o nao planejado ocorreu. Eu disse que minha experiencia no Himalaia havia sido nao menos incredible. Alias, India eh bem isso mesmo... agora despesso-me de Delhi para minha ultima semana de India. Provavelmente agora so mandarei um ultimo relato, daqui uma semana, quando estiver de volta em Mumbai, a cidade que nao mais sera assustadora pra mim, espero eu!

Om Shanti Om