8 de maio de 2008

Dicas do Ibirá

(Eu e meus amigos indianos, visitando um poço de água em funcionamento há séculos, a caminho do Panhala Fort)

Namaskar!


Quando publiquei meus relatos eu me dei conta de que acabei me responsabilizando por uma coisa muito importante, que é a integridade de todos vocês que queiram viajar para a Índia e tomam minha experiência como exemplo... Eu sei muito bem o quanto sou responsável por isso e, portanto, cabe a mim mesmo dar as devidas dicas a vocês.


Vou começar falando sobre amigos virtuais... todos os indianos que visitei na Índia eu conheci na internet, como disse nos depoimentos. MAS, devo dizer que não os conheci em qualquer lugar e menos ainda os conhecia há pouco tempo. Minha amizade com eles tem quase dois anos, desde que alguns deles vieram falar comigo, no orkut, por terem gostado das coisas que eu havia falado na comunidade do Gandhi. Ou seja, são pessoas que participavam ativamente numa comunidade específica - Gandhi - e que se interessaram em aprofundar o debate comigo fora do orkut. Ao longo desse tempo nós trocamos vários emails, com alguns deles até cartas e presentes, sempre discutindo assuntos mais sérios. Com o aprofundamento dessas amizades foi possível ter a certeza de quem eram eles, e assim poder confiar sem medo. Mas só depois de muita conversa e, insisto, não conheci essas pessoas em qualquer lugar.


Ainda nessa questão, quando eles souberam que eu iria para a Índia, E SOZINHO, imediatamente me convidaram para ficar na casa deles. Os indianos são extremamente hospitaleiros. Aceitei o convite, claro, pois de fato eram meus amigos e pessoalmente confirmei isso - e vocês estiveram comigo me acompanhando. MAS, tudo isso foi muito mais fácil para mim PORQUE SOU HOMEM.

Eu descrevi algumas de minhas dificuldades, mas não pude falar tudo e em muitos detalhes porque não tinha muito tempo e espaço mesmo. Mas posso dizer, agora, que para uma mulher tudo é extremamente mais complicado. A Sandra tenta deixar isso claro no blog, mas só é possível entender isso indo para a Índia. Olha que não sou mulher, mas pude facilmente entender o quanto aquele país é difícil para alguém do sexo feminino. AINDA MAIS SE ESTIVER SOZINHA


Eu vou escrever isso em parágrafo único: NÃO RECOMENDO A NENHUMA MULHER VIAJAR SOZINHA NA ÍNDIA.


Os indianos, por mais hospitaleiros que sejam, também são exageradamente malandros, como tentei deixar claro nos meus relatos. Ainda no meu último dia em Mumbai eles quase me engaram, sendo que eu já estava também malandro que nem eles. Se eu fosse uma mulher tudo seria pior pois eles insistiriam muito mais, sem contar que eu seria vítima em potencial de tentativas de estupro, por exemplo. Aliás, a mulher brasileira não tem muito boa fama na Índia; quer dizer, boa fama até tem, mas depende do ponto de vista...


Agora voltando ao assunto amigos virtuais, a quantidade de meninas aqui no Brasil que tem amigos indianos no orkut é imensa. E isso não é por menos - há muito interesse por trás.
Os garotos indianos são doidos por fazer novas amizades no orkut, melhor ainda se for mulher, melhor ainda se brasileira. A verdade é que eles sonham com a possibilidade de casar com elas - e eu não to brincando. Como os indianos são muito hospitaleiros e comunicativos, eles levam no papo muitas meninas, convidando elas para irem pra lá. MAS, os jovens indianos na internet constroem uma outra personalidade, já que a sociedade do mundo real deles não permite que eles vivam o que eles gostariam de viver. E isso resulta em muitos problemas sérios.


Fazer amigos virtuais é fácil, mas torná-los reais requer muito cuidado e cautela. Mesmo enquanto estive na Índia e fiz novos amigos, tudo foi depois de muuuuuuuuuito papo e mesmo assim não me permiti confiar tão logo. É preciso tomar muito cuidado com isso na Índia, sendo um estrangeiro, pois eles REALMENTE sabem como levar a gente no papo, fazendo-se de amigos, mas só querem enganar. Falo por experiência própria!


Bom, fica dada a dica. E assim sinto-me menos responsável também por experiências futuras de vocês! Quero também deixar claro que não estou falando mal da Índia não, pois inclusive quero voltar pra lá um dia. Também temos tudo isso no Brasil e amo nosso país de qualquer jeito. Basta ser esperto...


Om Shanti Om


Ibirá