4 de março de 2009

Jornalistas da Índia são presos por publicarem artigo sobre preconceito contra gays islâmicos

Namaskar

Por: Sérgio Oliveira

No último dia 5 de fevereiro, o jornal indiano Statesman publicou um artigo que descontentou os líderes islâmicos e resultou na prisão do editor Ravindra Kurnar e do dono do jornal, Anand Sinha. O artigo criticou os preceitos islâmicos ressaltando o preconceito e a falta de liberdade enfrentados diariamente por mulheres e homossexuais que seguem a doutrina. De acordo com a agência de notícias Reuters, os jornalistas estão sendo acusados de "deliberados atos maliciosos que ultrajam os sentimentos religiosos".

Intitulado "Porque devo respeitar as religiões opressivas?", o texto foi escrito pelo britânico Johann Hari, do jornal britânico The Independent, e reproduzido no Statesman, que é publicado em inglês. Além de criticar a religião, os artigo também diz que as Nações Unidas são coniventes com essa opressão. Segundo o artigo, a entidade só costuma intervir quando há algum interesse econômico envolvido.

Após pagarem fiança, ambos foram libertados, porém responderão o processo em liberdade.


Colaborou: A. Franco

Incredible India!

Om Shanti