11 de julho de 2010

Pimenta mais ardida do mundo vira arma indiana para combater terrorismo

Namaskar

Repassando...

Pimenta mais ardida do mundo vira arma indiana para combater terrorismo


Do UOL Tabloide*

Em São Paulo

A pimenta mais ardida do mundo, conhecida como bhut jolokia ou chilli fantasma, será usada pelos militares indianos para produzir granadas de mão para deter suspeitos de terrorismo, disseram funcionários da defesa.


A "ardor" das pimentas medido pela Escala de Scoville

Pimenta Escala de Scoville

Bhut jolokia 1.000.000

Tabasco De 2.500 a 5.000

Jalapeno De 2.500 a 8.000


A bhut jolokia foi confirmada pelo livro dos recordes Guinness de 2007 como a pimenta mais ardida do mundo. Ela é cultivada e consumida no nordeste da Índia e usada como tratamento para problemas no estômago.

"A granada de pimenta foi desenvolvida após análises em laboratórios da defesa indiana, um fato confirmado por cientistas da Organização para o Desenvolvimento e Pesquisa de Defesa (ODPD)", diz o porta-voz do estado indiano de Assam, R. Kalia.


"Esta será uma arma não-tóxica efetiva porque seu cheiro irritante pode chocar terroristas e forçá-los a deixar seus esconderijos", disse R. B. Srivastava, diretor do Departamento de Ciências da Vida na sede da ODPD, em Nova Déli.


Ah sim, o Editor do UOL Tabloide espera que a moda não pegue aqui no Brasil... afinal, como dizia a sábia Tia Izildinha, pimenta nos olhos dos outros é refresco, certo?

*Com informações do Telegraph

Colaborou: Agnes Godoy

Incredible India!

Om Shanti e Ahimsa


.