11 de setembro de 2005

Casamento Hindu - Parte II


Nâmaskar

Casamento Hindu - PARTE II

Creio que a expressão mais correta para os casamentos arranjados deveria ser “casamentos negociados”, pois na verdade o que ocorre é uma verdadeira negociação antes do casamento; embora não seja nada escrito no papel como nos “pre nups” americanos.

Inicialmente é necessário colocar um anúncio nos classificados do jornal de domingo escrevendo o que a família espera de uma boa noiva/noivo.

É realmente fascinante ler esses classificados. Eles são muito bem organizados e estão divididos entre: Procura-se Noivos e Procura-se Noivas. Dentro dessa divisão há muitas subdivisões como: por casta, por língua, por religião, por profissão, por comunidade, para indianos morando fora da India, geral (deficientes visuais, físicos e auditivos; segundo casamento; casamento de viúvo; e portador de HIV) e cosmopolita.

Em geral pede-se e procura-se alguém bonito de cor de pele clara (o que é uma ironia uma vez que os indianos são na maioria escuros), uns escrevem que dote não é necessário, atualmente todos pedem por mulheres magras, outros mencionam o quanto ganham por mês etc. Isso fica a critério da família que está em busca de uma esposa/o para o filho/a.

A comunicação a princípio se dá por carta ou e-mail onde no geral pede-se uma foto e informações específicas sobre a candidata a esposa. Tenta-se encontrar alguém do mesmo nível educacional, social e financeiro. Uma vez selicionadas as candidatas as famílias marcam um encontro com ou sem os futuros noivos.

Esses encontros se dão primeiramente na casa da moça. A família do rapaz (pai, mãe, irmãos mais velhos, tios etc.) vão a casa da moça para conversar com a família dessa (pai, mãe, tios, tias etc). Antigamente os noivos e noivas NÃO se viam até o dia oficial do casamento, atuamente, a maioria das famílias levam o noivo já nesse primeiro encontro. Após uns minutos de conversa, se tudo estiver indo bem, a família da moça a chama e a apresenta a família do noivo. Nesse primeiro encontro os futuros noivos não se falam e ficam absolutamente calados e de cabeça baixa. Quem conversa são apenas os familiares mais velhos e de preferência os homens (pais e tios). Se tudo correu bem nesse primeiro encontro, haverá outros encontros, dessa vez na casa do rapaz.

A família do rapaz aproveita o segundo encontro que é dessa vez na sua casa, para mostrar a família da noiva (a moça não vai nesse encontro) toda a casa e o quarto onde eles irão dormir. Se a casa é razoável, começa então as negociações. Todos esses encontros são regados a chá preto com leite, água e doces.

Por favor aguarde a PARTE III

Continue lendo http://www.indiagestao.blogspot.com/ o único blog com notícias da Índia em português.

Om Shanti