8 de fevereiro de 2006

Relato da Roberta


08/02/2006

Namastê!

Renato: Geralmente NãO há greves de trem na Índia, isso é algo MUITO raro. A greve marcada para o dia 1º de março tem prazo indeterminado para acabar (pois já vários anos eles não fazem greve).

Hoje temos um trecho do e-mail da Roberta Machado que está nesse exato momento aqui na Índia. (Ela autorizou a postagem desse e-mail).

Eu creio que é muito interessante postar as experiências de pessoas que vem para a Índia com outras finalidades como: intercâmbio, trabalho voluntário, trabalho de evangelização (que alias é proibido aqui, mas acontece e muito), turismo, estudar yoga, dança, música, ayurveda etc.

O meu foco é sempre o de quem mora aqui, o de quem vive o dia-a-dia indiano ano após anos, o foco deles é de quem vem aqui por poucas semanas ou alguns meses. É bom saber também como os visitantes vêem esse país tão vasto quanto sua cultura.

Relato de Roberta Machado:
Namaste
Estou checando minha pasta de emails enviados, e nao estou muito Certa se vcs receberam esse ultimo boletim ou nao.. entao, mando de novo...
Bom, vou falar da minha ultima semana, quando fui pra Pune assistir a Conferencia Mundial da Paz. Passei 4 dias esperando grandes discursos e descobertas... bobagem!!! Como a maior parte das conferencias brasileiras, tinha gente demais para falar por tempo de menos... conclusao: discursos superficiais e utopias que cabem em 10 min para salvar o mundo... alem de superficial, um papinho bastante hipocrita: vamos desarmar o mundo, mas a cashmira nao se inclui no discurso, vamos respeitar os outros, mas as nossas mulheres so podem casar com quem seus respectivos pais escolherem, elas seguirao a carreira que nos acharmos melhor e nao poderao fumar, beber ou mesmo andar de maos dadas, abracar ou beijar todo e qq homem (ou mulher) que nao seja seu irmao ou seu pai!!! Sim, aqui os homens gays se abracam na rua... mas nao e pq eles aceitam o homossexualismo. Afinal, as lesbiscas nao tem a menor chance de sobreviver aqui... eles so aceitam os gays homens pq eles sao homens... marido e mulher nao podem expressar seu amor em publico. Se o fizerem, apanham da policia, como aconteceu no mes passado... As mulheres sao tao subirdinadas, que muitas vezes nao trabalham ou deixam de estudar para cuidar do marido (tem muita adolescente casando com 15 ou 16 anos)... ai, elas tomam um pe na bunda e ficam na miseria, pq a familia nao as aceita de volta... em funcao disso, ha inumeras ongs exclusivamente para melhorar a situacao das mulheres (isso vai me render uma puta materia!!!).
Bom, cansada de blablabla, peguei um onibus e fui pra praia... Goa, tambem conhecido como o paraiso dos malucos!!! Gente do mundo todo (vi 2 bandeiras do brasil penduradas pela cidade) vem para esse pequeno estado de praias para usar todos os tipos de droga e dancar tecno ate os pes sangrarem... juro, umna puta loucura, nao da pra imaginar que esse tipo de lugar existe por aqui!!! Fiz amizade com um taxista e fui com ele pra uma balada absurda: um lugar a ceu aberto, de onde se podia ver a praia, tocando uma tecnera sem nocao e a gringaiada pulando sem parar... so que o governo nao permite que esse tipo de festa passe das 10 pm... entao, a parada comeca as 18h e termina as 22h... o taxista ainda queria ir pra outra balada, mas eu tava sussa.. voltei pro hotel pra acordar cedo no dia seguinte... peguei praia, fiz o check-out do hotel, larguei minha bagagem la, voltei pra praia e so fui pra estacao de onibus as 20h, com agua do mar arabico no cabelo, ja que nao tinha onde tomar banho – maaaaster suja!!! Cheguei em pune e fui direto pro chuveiro. La, ainda tentamos visitar um centro da Osho, uma escola de meditacao muito louca, que utiliza tecnicas de new age, musica e sexo pra meditar (alguem se candidata a professor?), mas nao pudemos entrar pq os ingressos para os visitantes tinham acabado.

Bom, voltei pra ahmedabad ontem as 6h da matina, visitei um museu onde cruzei um brasileiro perdido por aqui e a noite sai com um pessoal master gente boa, que tem sido companheirassos.... tvz eu mude de cidade tb... pq eu nao tenho feito nada de util no meu trabalho e eu nao estou na produtora que eu deveria estar... estou numa ong em ahmedabad e deveria estar em uma produtora em new delhi ou em mumbai... hj, a representante da agencia de turismo que eu viajei, ta vindo aqui no meu trabalho pra falar comigo sobre isso... vamos ver no que e que da...bom, queridos, deixa eu voltar a fingir que estou produzindo algo por aqui... para aqueles que chegaram agora.


Incredible India!

Om Shanti