11 de fevereiro de 2008

Indianas na Construção Civil








Namaskar


Isso eh algo que me chamou a atenção em 1999 assim que cheguei aqui na Índia – as mulheres indianas trabalhando na construção civil.

As mulheres aqui não tem medo de trabalho pesado, elas preferem pois ganham mais do que se fossem ser empregadas domesticas.

Aqui na Índia os homens assentam os tijolos para fazer paredes mas quem carrega os tijolos, a areia, o cimento, a água são as mulheres. 

Elas também quebram pedras, carregam pedras, concreto, lenha e uma infinidade de coisas, enquanto carregam nas costas seus filhos bebes amarrados e quando eles são maiores, eles ficam sempre por perto ate atingir idade para ajudar a carregar peso também.

Os homens indianos também carregam peso mas como a mão-de-obra feminina e infantil eh mais barata, os empreiteiros preferem contratar mulheres pela metade do preço.

Direitos Iguais?
Na verdade o fato das mulheres indianas trabalharem na construção civil e na lavoura como os homens, não significa um progresso e muito menos a obtenção de direitos iguais mas sim EXPLORAÇÃO.

Seria um caso de direitos iguais se elas ganhassem o mesmo que os homens, mas como ganham menos e ainda tem que ficar de olho nos filhos enquanto trabalham eh pura exploração da mão-de-obra feminina. Mesmo assim elas se submetem a esse tipo de trabalho pesado pois ganham um pouco mais do que se fossem trabalhar como domesticas.

Muitas cobrem a cabeça com um véu enquanto trabalham, uns dizem que eh para proteger o rosto do sol, da poeira, areia, cimento etc, outros dizem que eh por vergonha, para não serem reconhecidas.
Mãos secas, pés rachados, pele envelhecida, eh muito triste ver as condições dessas mulheres que trabalham duro de verdade.

Observando-as já ha 8 anos e meio, sou agradecida pela vida que tenho. Não tenho condições de comprar um creme da Lancome ou da Christian Dior, mas pelo menos tenho um que comprei de oferta por 100 rupias (5 Reais) e não preciso carregar pedra e tijolos na minha cabeça o dia todo!

Incríveis Mulheres Indianas!

Você amiga e amigo blogueiro, participe dia 8 de marco, Dia Internacional da Mulher, de uma blogagem valorizando a mulher nos seus mais diferentes aspectos (mãe, esposa, trabalhadora, irmã, amiga, companheira, esportista, política, economista etc.)
Ai no ocidente as coisas podem estar bem e você pode achar o Dia Internacional da Mulher uma bobagem, mas aqui no oriente e na África a coisa eh muito diferente do que você pensa!

Fotos: Colaboração do Júlio de Almeida
Om Shanti