7 de maio de 2007

Sobre Trem & Menstruação


Nâmaskar

Como enganar o sistema de trens de passageiros de Mumbai


Stephen J. Dubner


Em um website chamado Reality Is A Farse (A Realidade é Uma Farsa), o bloguista Ganesh Kulkarni afirma ter descoberto que os trens urbanos de Mumbai atendem a seis milhões de passageiros diariamente, mas que o sistema não está equipado para checar as passagens de todos os usuários.

Em vez disso, escreve Kulkarni, os fiscais verificam aleatoriamente as passagens de alguns passageiros. Isso deu margem a uma forma de trapaça que é elegantemente chamada de "viagem sem passagem".

Embora provavelmente não seja muito comum ser pego viajando sem passagem, existe uma multa significativa para quem é descoberto. Assim sendo, escreve Kulkarni, um passageiro esperto elaborou um seguro para garantir que os passageiros sem passagem que sejam flagrados tenham condições de arcar com o valor da multa.

Paga-se 500 Rúpias (cerca de US$ 11) para ingressar em uma organização composta por outros passageiros que não pagam passagem. A seguir, se o indivíduo é descoberto viajando sem passagem, ele paga a multa às autoridades e, depois disso, apresenta o recibo à organização dos sem-passagem - que cobre 100% do valor da multa.

Vocês não gostariam que todos fossem tão criativos quanto esses trapaceiros?

Mas, o mais importante: não haveria um grande retorno financeiro caso se investisse na contratação de um número suficiente de fiscais encarregados de checar as passagens, de forma que esse sistema ferroviário realmente fizesse com que todos pagassem?



Curiosidade:

Além da passagem de trem propriamente dita, há aqui na Índia há também a passagem de plataforma.

Os turista estrangeiros são leigos quanto a esta passagem e até hoje não conheci nenhum turista estrangeiro que saiba de sua existência, e nenhum guia de viagem que fale sobre isto; mas aqui na Índia, se você quiser entrar na estação de trem e acompanhar a pessoa que vai viajar até a porta do trem, você tem que comprar uma passagem de plataforma. O preço é irrisório, custa 3 Rúpias por pessoa e se você for pego sem, terá que pagar multa.

***

Pergunta sobre menstruação revolta funcionárias públicas na Índia

da Folha Online

Funcionárias públicas da Índia estão sendo questionadas pelo governo a respeito de seu ciclo menstrual em um novo relatório de trabalho do serviço público, uma medida que causou forte rejeição entre as mulheres em busca de uma colocação no país.

Entre outras perguntas, o novo formulário elaborado pelo governo no início deste ano inclui questões pessoais como: "Qual foi a data da sua última menstruação?" ou "Dê detalhes a respeito de seu histórico menstrual".

O formulário especifica ainda que "todas as funcionárias mulheres" devem dar detalhes a respeito de sua última licença-maternidade.

"Isto é extremamente insensível", afirmou Seema Vyas, funcionária pública do setor administrativo do Estado de Maharashtra, no oeste da Índia. "O que o governo fará com essas informações?", questionou.

Todas as funcionárias do governo passam por check-ups periódicos, mas detalhes a respeito de sua saúde não constavam em seus relatórios de trabalho.

Mulheres indignadas com o novo formulário pretendem se reunir na próxima semana para organizar uma reclamação formal ao departamento pessoal do governo federal, exigindo que as perguntas sejam retiradas do relatório, de acordo com Vyas.

Em outros Estados indianos, não houve registro de reclamações de funcionárias. O Ministério da Saúde disse não ter recebido nenhuma queixa por parte das trabalhadoras.

"Um comitê formulou o novo questionário. Mas todo problema tem uma solução", afirmou K. Ramchandran, porta-voz do Departamento de Saúde federal. "Se o formulário não for apropriado, nomearemos um segundo comitê para revisar seu teor", acrescentou.

Cerca de 10% dos funcionários públicos na Índia são mulheres.


Se as mulheres indianas não tivessem tanta anemia, não parissem tantos filhos e fizessem exames ginecológicos regulares creio que estas perguntas não teriam entrado no relatório.

Mas relaxadas como são penso que é importante este tipo de pergunta para fins de estudos estatísticos, mas vai tentar explicar isso para uma indiana .....

Incredible India! (slogan do governo indiano)

Om Shanti