15 de dezembro de 2006

FELIZ NATAL


Nâmaskar

Desejamos a todos os amigos e leitores do nosso querido blog Indi(a)gestão um FELIZ NATAL e um ANO NOVO de muita Luz e Paz!!!!

Que 2007 seja um ano de Sucesso e infinitas Bençãos para todos nós!!

Obrigada por sua audiência e por seu carinho!!!

FELIZ NATAL !!!!!


Om Shanti Shanti Shanti


Eu continuo em férias em terra brasilis e tem sido ótimo conhecer muitos de vocês pessoalmente :)

Nada melhor do que o contato direto com o amigo leitor!

Profª Sandra
 
 
 
.

14 de outubro de 2006

RECESSO


Nâmaskar Caros Leitores do Indi(a)gestão,


A partir de hoje, 14 de Outubro de 2006, o blog entra em recesso.

Obrigada por sua audiência.

Muita Luz e Paz no seu caminho!

Bahut Dhanyavaad

OM Shanti

Sandra


"Live as if you were to die tomorrow.
Learn as if you were to live forever."
Gandhi

13 de outubro de 2006

Paula – 6 meses de India


Olá Sandrinha:

Hà algo que deve ficar bem esclarecido.....ir à Índia como turista é bem diferente de ir viver para lá seja porque motivo for!!!!!!! Minha “gente” isto é tudo muito bonito falar do lado positivo da experiência (porque se deve retirar e sempre se retira algo por mais pequeno que seja, concordo em pleno com isso pois eu também retirei coisas boas da minha experiência indiana), mas deixemo-nos de hipocrisias....infelizmente (e digo isto porque lamento imenso) há muita coisa que se passa na Índia (e não só falo na Índia dou também como exemplo África) que não se pode desculpar com o pretexto de “ah é a cultura deles, temos que respeitar, ah eles são assim, não temos direito de os tentar mudar, etc etc”….pelo amor de Deus não é normal uma grande percentagem de pessoas passarem fome, não é normal nos dias de hoje ocorrerem ainda sacrifícios humanos, não é normal as constantes violações aos direitos das mulheres e das crianças, não é normal um povo morrer ainda no século 21 de doenças que já estão erradicadas à muito tempo no ocidente, não é normal a promiscuidade com os animais, não é normal meia dúzia ter tudo quando 90% não tem nada, não é normal a discriminação existente que resulta do sistema de castas, não é normal as crianças não terem acesso à educação, não é normal o povo não ter acesso à saúde, não é normal ver crianças ausentes de sorriso, de ver olhares vazios carregados de sofrimento e acima de tudo não é normal ver um povo sem esperança……já não vou entrar pelo campo da higiene que tantas vezes é focada e outras coisas mais que aos olhos de outros parecem fúteis!!!Além de ser complicado viver naquela sujidade toda, da alimentação ser diferente, do clima ser diferente, da cultura ser diferente, das enormes barreiras que surgem quando se quer trabalhar (e já não falo também na discriminação existente entre sexos) dos enormes conflitos que surgem devido às diferentes mentalidades, das grandes barreiras que surgem em tarefas diárias que nos parecem tão simples e corriqueiras no nosso país (como ir a um banco ou tentar ter Internet em casa, etc)….o que mais me custou acima de tudo (claro que todas as outras coisas como a higiene, a alimentação, a mentalidade, o clima, custaram não vou ser hipócrita e dizer que não… foi realmente custoso) e que me custou imenso foi a total ausência de direitos do ser humano, da completa ignorância, da falta de vontade de mudar (não estou a falar de religião e crenças que é bem diferente de hábitos criados, desculpem lá esta questão da falta de higiene não pode ser desculpada com a cultura e religião ela apenas é resultado de vários factores, da pobreza, da falta de educação, da ignorância e também da grande teimosia dos indianos).....e todas as questões que mencionei anteriormente…..acho que esta seria talvez a mensagem que muitos relatos queriam transmitir….o que me parece que aconteceu é que se caiu no erro de falar se calhar em demasia nas questões de higiene quer ao nível público quer a nível pessoal, das vacas, e de outras questões que são regularmente mencionadas…….mas também vos digo… faz mais falta do que possamos imaginar todas essas coisas que se calhar muitos podem considerar “fúteis”….pois bem pessoal para qualquer ocidental não é fácil…..meu Deus não haver wc públicos, não haver água potável, não haver os produtos básicos (estou a falar do básico não me refiro a maquilagem!!! embora agora já exista alguma coisa), não poder escovar os dentes com a água que sai da torneira, não haver cestos do lixo, não encontrar os alimentos que queremos ou em boas condições de higiene e de acondicionamento, a não existência de frigoríficos, não poder beber um refrigerante com gelo ou uma água sem a preocupação de que possa estar contaminada, ter um receio enorme de ir a um hospital, a constante falta de educação, os constantes cortes de energia eléctrica que no Verão são penosos devido ao clima (ar condicionado por estas bandas é um produto de necessidade básica)….e de tantas outras coisas….gente não é fácil…….vocês repararam que em todos os relatos todos tem um ponto em comum? Na Índia tem que se ter uma paciência de elefante…..e é verdade…..pois e acreditem que não é exagero todos estes factores tornam o dia a dia de um ocidental um verdadeiro inferno e muito complicado…..e acreditem estou a ser o mais imparcial que posso e isto serve tanto para pessoas que tenham mais dinheiro ou menos dinheiro, enfrentam todos os mesmos problemas apenas em condições diferentes. Repararam também que mesmos as pessoas que fizeram um depoimento favorável à Índia se queixavam do mesmo que as pessoas que escreveram um depoimento menos favorável? Pois é verdade……conheci pessoas ocidentais que tinham muito dinheiro e que para manterem a sua sanidade mental saudável tinham que fugir deste país 4 a 5 vezes por ano para não endoideceram.
Tive muitas dificuldades quer a nível pessoal quer a nível profissional na Índia…mas garanto-vos que trouxe coisas boas!!!! Fez-me acima de tudo crescer e perceber que tenho tanta coisa, não me estou a referir ao nível material (pois nesse aspecto posso considerar-me uma autêntica sortuda), estou a falar a nível emocional e pessoal, usufruo de todos os direitos fundamentais e básicos que qualquer humano deveria usufruir (saúde, educação, etc), tenho amigos, tenho uma família que gosta de mim, tornei-me muito mais paciente e tolerante...
Uma coisa tenho eu a certeza por muitos relatos que possamos ler, por muito que a Sandra escreva, por muito que as pessoas leiam sobre a Índia vejam programas na televisão, nada nem ninguém vai conseguir perceber todas estas dificuldades, a revolta, ou mesmo o encontro da felicidade na Índia….enquanto não a sentir na pele. Todos terão com certeza vivências diferentes, uns melhores que outros, mas todos vão sentir as mesmas dificuldades a todos os níveis e sairão muito mais ricos do que entraram, pois apesar de muita coisa má à 3 (três) que todos trazem consigo: uma experiência de vida da qual resulta numa inversão da nossa pirâmide de prioridades e valores, o relativizar das coisas e dos bens e a última mas não a menos importante são as amizades que conseguimos fazer . Uns irão adorar e outros irão odiar, mas ninguém tem o direito de insultar e acima de tudo JULGAR ninguém sem conhecimento de causa, isto é, não se pode falar de algo que não se viveu, de algo sobre o qual não se tem noção, sem ter morado na Índia…..os livros e os programas muitas vezes induzem-nos em erro.
Tudo o que a Rejane, escreveu é verdade, bem como todos os depoimentos anteriores. Não se pode falar do que não se sabe ou não se viveu….tenho certeza que muitos teriam vindo embora e que afinal não aguentariam todos os obstáculos que se lhe iriam colocar…..
Ao leitor que escreveu que a Sandra era pessimista só lhe posso dizer uma coisa…..não vive diariamente com certeza o que ela vive pois não?….Tal como também alguém escreveu temos que saber distinguir as coisas…..o que muitos descrevem nos depoimentos não é pessimismo……É UMA REALIDADE…….e isso é que dói e custa!!
Não critico a cultura, nem a religião indiana, pois acredito que pode haver lugar para toda esta diversidade, pois acredito que todos temos que ser diferentes….o que critico e desculpem se não aceito porque não consigo aceitar, é a total ausência dos direitos fundamentais das mulheres, crianças e homens……todos deveríamos ter acesso ao mais básico!!!! Esta ausência resulta em muitas das coisas que são frequentemente descritas……como podem eles ser limpos se ninguém lhes ensinou, se não tem acesso à saúde e educação? Como podem eles ter acesso a tudo isto se os governantes não deixam, se o sistema social que eles têm (castas) não permite sequer em sonhar com algo mais? Bem aqui também se me coloca outra questão…….eles não estão interessados!!!!!!!!!!!!!! Este sim será um processo lento e doloroso……não digo mudar a personalidade ou a essência de um povo mas sim de lhes dar direitos…. e direito à opção!!!!
Por favor quando fizerem comentários aos depoimentos, pensem bem no que vão escrever, não julguem as pessoas, pois não gostariam que fizessem o mesmo com vocês….muitos não tem a verdadeira noção do que é a Índia.
A ideia dos depoimentos não é dizer às pessoas para não virem….mas sim para se prepararem para uma realidade completamente diferente no qual as nossas ideologias, os nossos valores e a nossa educação não vai funcionar na maior parte das vezes.
Muitos ocidentais saem da Índia sem completarem o que iniciaram, pois nunca pensaram que iria ser tão complicado…..e alguns vêm mesmo os seus sonhos acabados…..daí os depoimentos. Sejam mais tolerantes, e não julguem tão depressa as pessoas que tiveram a sua experiência na Índia independentemente de esta ter sido boa ou má, e acima de tudo não julguem as opções de vida das pessoas, para que mais tarde também não sejam julgados (o feitiço virar-se-á sempre contra o feiticeiro nestes casos!)
Tenham sempre em mente que o que queremos passar é a realidade, o dia a dia de um país oriental que é muito diferente do ocidental e acima de tudo fornecer informação para que quem possa e queira ir à Índia conheça a realidade do povo indiano e não saia de lá completamente desfeito.
Quero enviar um beijinho enorme à Rejane e dizer-lhe que foi muito corajosa. Levei imenso tempo a escrever sobre a Índia e ainda não fiz o meu depoimento, por receio deste tipo de julgamento. Mas quando li todos os comentários feitos ao seu depoimento a revolta foi enorme contra algumas das pessoas que sem terem conhecimento de causa e vivências iniciaram um ataque feroz e completamente descabido. Espero no entanto, que as pessoas tenham noção que não queremos falar mal da Índia, pois infelizmente no nosso mundo ocidental muita coisa vai mal…..queremos sim mostrar a realidade indiana para qual a maioria de nós não está preparado para enfrentar e que poderá destruir a vida e os sonhos de muitos que vão para lá um pouco iludidos.
Paula M.

12 de outubro de 2006

Aventuras na História



Namastê

Na revista Aventuras na História da Editora Abril deste mês (Outubro), há um pequenino relato do meu esposo sobre a morte da ex-Primeira Ministra indiana Indira Gandhi.
Tem até uma pequenina foto dele na revista. Veja na foto acima.

Segue abaixo a entrevista completa dada a jornalista Maria Carolina:

- Onde o senhor estava e o que fazia no dia do assassinato (31 de outubro de 1984) de Indira Gandhi?

Estava no escritório trabalhando. Ela foi assassinada aproximadamente as 9h20 da manhã mas oficialmente foi declarado quase as 15h30 da tarde.

- O senhor morava em Nova Delhi?

Não. Estava morando na cidade da Calcutá (agora Kolkata).

- Como recebeu a notícia do que havia acontecido (viu na televisão, ouviu no rádio, alguém lhe contou)?

Eu estava no escritório e alguém saiu para comprar alguma coisa. Quando ele voltou, ele contou sobre a morte de Indira. O governo inicialmente não revelou sobre o assassinato. Não tinha rádio comigo e eu lembro que fui para o escritório do PTI (Press Trust of India) em Calcutá e li as notícias sobre a condição dela. Quando nós ficamos sabendo que ela finalmente foi declarada morta, era quase 15h30 da tarde. Depois, meu chefe ligou seu rádio e ouvimos os detalhe sobre a morte. Mais tarde, quando fui para casa eu assisti noticiário na TV a noite. A TV estava dando cobertura continuamente.

- O que sentiu ao saber da morte da primeira-ministra?

Quando ela morreu, eu tinha 27 anos. Desde meus dias de colegial e faculdade eu nunca gostei muito de Indira Gandhi mas você sabe que este tipo de morte nunca é desejável. Ela era totalmente uma autocrata e junto com seu filho mais novo Sanjay Gandhi e uma panelinha de pessoas próximos dela quase tornou uma ditadura na época de 1975-1977 quando ela declarou “Emergência” na India. Depois que perdeu a eleição em 1977, foi reeleita em 1980.

Ela tornou-se inimiga para uma grande maioria dos Sikhs por causa das ações militares contra eles. Eles planejaram uma revolta separatista e Indira mandou reprimir a revolta (eles queriam formar um país independente para eles) e desde então eles ficaram frustrados e queriam matar ela.

No 31 de Outubro, 1984, dois sikhs, seguranças pessoais da Indira Gandhi, Satwant Singh e Beant Singh mataram ela no jardim da casa oficial da Primeira Ministra no No. 1, Safdarjung Road em Nova Delhi. Ela estava caminhando de sua casa para o escritório (no mesmo terreno) para ser entrevistada pelo ator britânico Peter Ustinov. Ela passou pelo portão, guardado por Satwant e Beant; quando ela se curvou para cumprimenta-los no estilo indiano tradicional, eles abriram fogo com suas pistolas semi-automáticas dando-lhe 16 tiros. Ela morreu a caminho do hospital, em seu carro oficial, mas só foi declarada morta muitas horas depois.

- Há alguma imagem ou fato daquele dia que tenha ficado marcado em sua memória?

Sim, lembro embora 22 anos se passaram !!!! Eu ainda lembro que após o anúncio de sua morte todos os escritórios foram fechados .... todos o trânsito parou ... nesse dia não tinha minha motocicleta (hoje não lembro a razão)..... aproximadamente as 17 horas da tarde eu e outras três pessoas começamos a ir para casa no carro do meu chefe.... mas não conseguimos ir totalmente com o carro ..... as pessoas fizeram procissões e não permitiu o carro prosseguir em alguns ruas menores .... andei pouca distância ... todas as lojas foram fechadas ... quando fui para a estação de trem perto de casa, vi muitas pessoas andando nos trilhos da ferrovia para ir para suas casas ...... muitos parentes e amigos meus tiveram também que caminhar para casa .... mas em Calcutá não teve rebelião contra os sikhs porque o governo local tomou muitas precauções mas a cidade inteira estava tensa ... começávamos a receber as notícia dos motins em diferentes cidades especialmente em Nova Delhi ... no dia seguinte ( Nov. 1), foi declarado feriado nacional de luto.

- O que mudou na vida dos cidadãos indianos após o assassinato?

Não muito; mas todo o pais ficou chocado por uns três dias !!! O filho dela, Sr. Rajiv Gandhi, tornou-se Primeiro Ministro no mesmo dia. Para os políticos e cidadãos ficou caótico por alguns dias e finalmente voltou a ficar tranqüilo novamente.
Delhi teve um motim e quase 3000 sikhs foram mortos e o motim continuou por 7/8 dias.

- Qual a sua atual atividade profissional?

Sou engenheiro civil. Estava trabalhando com engenharia já naquela época.

- Outras informações.

Indira Gandhi vinha recebendo ameaças de morte desde que ordenou o ataque ao “Golden Temple” onde mais de 1000 pessoas morreram (em Junho 1984, chamada Operation Bluestar.
O templo dourado é um lugar sagrado para os sikhs como o Vaticano para os cristãos e Meca para os muçulmanos). Eles (sikhs) estavam escondendo muitas armas e munição no templo sagrado. Indira Gandhi provavelmente estava antecipando sua morte e disse:

"If I die a violent death as some fear and a few are plotting, I know the violence will be in the thought and the action of the assassin, not in my dying...." e disse ainda: “If I die today, every drop of my blood will invigorate the nation”

A verdade é que a mataram a sangue frio e queima-roupa uma senhora idosa indefesa e que havia se curvado para cumprimentar seus seguranças sem saber que na verdade eram seus assassinos! Um ato covarde com toda certeza mas do qual a comunidade sikh se orgulha até hoje.

Om Shanti

.

11 de outubro de 2006

Nova Délhi é a cidade mais perigosa do mundo para as crianças


Nâmaskar

A notícia abaixo é da UOL notícias.

Nova Délhi é a cidade mais perigosa do mundo para as crianças

Nova Délhi é a cidade mais perigosa do mundo para as crianças e uma das piores para as mulheres, segundo um relatório das autoridades locais e da ONU, publicado hoje pela imprensa indiana.

A capital da Índia apresenta uma das rendas per capita mais altas do país. Além disso, é uma das cidades indianas com menor proporção de pobres (8%) e sua taxa de mortalidade infantil está em 28 por mil, contra a média nacional de 60 por mil.No entanto, nem todos os dados são positivos. Especialmente para as mulheres, que enfrentam sérios problemas de assédio no trabalho, em locais públicos e em suas próprias casas.

Das 35 cidades mais perigosas do mundo para as crianças, a capital indiana tem a duvidosa honra de figurar na primeira posição devido a seu elevado número de delitos contra menores, segundo o relatório realizado pelas Nações Unidas em colaboração com o Governo do estado de Délhi.

Quase 13 milhões de crianças indianas são forçadas a trabalhar apesar de uma recente proibição legal. Parece difícil erradicar costumes como o serviço doméstico infantil e o uso de crianças na mendicância organizada.

No caso de Nova Délhi, o que mais chama a atenção é o fato de que, apesar de ser uma das cidades que proporcionalmente mais gastam em educação, há mais de 180 mil crianças nas ruas, longe das escolas.Além disso, Nova Délhi é considerada um dos lugares onde as mulheres enfrentam mais problemas de assédio e maus-tratos. Isso vale tanto para os locais de trabalho quanto para as casas e o transporte público.

Numa enquete incluída no relatório da ONU, 45% das mulheres dizem que não se sentem seguras em seu local de trabalho.Além disso, a capital da Índia lidera ano após ano as listas de delitos contra as mulheres.

Num relatório publicado no ano passado, o Departamento Nacional de Estatísticas Criminais destacou que 15% de todas as denúncias de estupro na Índia foram registradas na cidade.Nova Délhi tem o status administrativo de cidade-estado, por ser a capital da Índia.

Sua governadora, Sheila Dikshit, disse estar "terrivelmente preocupada" ao saber do relatório. Ela apontou como uma das causas dos problemas o excesso de burocracia e a sobreposição de responsabilidades entre as instituições municipais, estaduais e nacionais.


Incredible India! (slogan oficial do governo indiano)

OM Shanti

10 de outubro de 2006

Jogador Brasileiro Demitido


Nâmaskar

Muitas empresas internacionais de grande porte montaram escritórios aqui na Índia onde a mão-de-obra é barata e/ou terceirizaram seus serviços a empresas indianas. Estas empresas são conhecidas como ‘back up offices’ e BPO.

Nos últimos 5 anos a quantidade de BPOs aumentou tremendamente e hoje empregam milhares de funcionários.

Desde 2005 até o momento porém, já houveram 5 reclamações por parte das BPOs por venda ilegal de informação e quebra de sigilo profissional; ou seja, os funcionários indianos venderam informações confidenciais à outras empresas!

5 empresas tiveram que dar queixa na polícia e agora temos 5 inquéritos correndo. Os funcionários acusados venderam informações em troca de dinheiro e estão sendo investigados e alguns já estão sendo processados.

***
Alguns médicos americanos que enviavam seus k-7 para a Índia para transcrição já param de faze-lo pois os funcionários de uma grande empresa de transcrição simplesmente perderam as fitas k-7 a serem transcritas e os médicos americanos ficaram a ver navios!

Grande é a falta de profissionalismo e ética neste país.

***
Enquanto a Dengue ataca o norte e nordeste da Índia, o sul está sofrendo uma epidemia de Chikungunya. Os estados mais afetados são Tamil Nadu, Karnataka, Kerala e Andhra Pradesh. Os distritos de Salem e Chennai também já apresentam casos de Chikungunya.

O governo do estado de Kerala declarou a Chikungunya como epidemia após a morte de 98 pessoas em setembro passado.

***
O jogador de futebol Douglas da Silva de 32 anos que jogava para o time Mohamedan Sporting Club de Kolkata foi demitido.

Douglas que sofreu uma séria contusão em 2004, não apresentou um bom futebol e não estava justificando os 3.200 dólares por mês que o clube estava lhe pagando.

***
Quem já veio a Delhi com certeza conhece Connaught Place, popularmente chamado de CP.

O CP é o coração da Nova Delhi e local onde transitam muitos turistas estrangeiros.

Porém no domingo além de turistas corria livremente pelas ruas do CP um boi enlouquecido. O boi louco (marido da vaca louca :-) não se sabe por que, começou sua corrida as 9:30 da manhã aterrorizando e causando pânico por onde passava.

Após 7 horas de corrida maluca e de ferir 6 pessoas que tiveram que ser levadas ao hospital, o boi foi domado, ou seja, as 16:30 finalmente deram-lhe um tiro com tranqüilizante e finalmente o boi caiu ao chão sem condições de prosseguir em seu desvario.

Eu mesma já vi uma vaca louca correndo atrás de um cidadão que simplesmente caminhava pela rua. Do nada a vaca (animal) se implicou com ele e saiu correndo atrás do fulano. O homem pra se livrar da vaca acabou tendo que pular o muro do parque onde eu caminhava.

Uma vez na rua onde moro, eu e o dono da casa tivemos que fugir de uma vaca e entrar correndo para nos livrarmos do animal agitado.

E na outra vez, uma vaca me prensou contra o muro para cheirar minha mão achando que eu estivesse carregando comida.

Agora tenho trauma e fico com medo quando me vejo frente-a-frente com uma vaca na rua.

Incredible India! (slogan oficial do governo indiano)

OM Shanti

9 de outubro de 2006

Liliana - Turismo Espiritual (Depoimento)


Namastê

Hoje quero compartilhar com você o relato da Liliana. Ela descreveu muito bem como os turistas espirituais vêem a Incredible Índia

Segue abaixo o relato da Liliana:

Estou te escrevendo pra te dizer que adorei ter descoberto seu blog... li várias coisas lá, você é uma pessoa muito inteligente e realista, não cria fantasias nas suas descrições, informa e ponto.

Acredita que estive aí na Índia agora em agosto e te confesso que voltei completamente encantada, realmente não vi a Incredible Índia! que tanto fala, mas tudo que li até agora no seu blog sei que é verdade!!!

Fiquei 20 dias aí, cheguei no dia 3 de agosto e vim embora no dia 23... mas minha viagem foi com um fim específico, fui para ficar no ashram de Sai Baba e confesso que amei! Como resolvi ir muito de última hora, apenas uma semana antes de embarcar, confesso que não tinha muita informação sobre a Índia, apenas o básico, de não comer em qualquer lugar, beber água mineral, que os indianos são difíceis com relação à dinheiro, que não deveria me vestir como me visto aqui no Brasil, blusinhas justas, com decote, etc... Mas a muitos anos tinha essa vontade de conhecer a Índia, sempre me interessei pela cultura, não sei bem porque! Adoro as bijuterias, roupas, etc... leio muito sobre a país, muitos da minha família já foram, então tenho algumas informações sobre a Índia.

Sai de Londres chegando em Bangalore, na chegada no aeroporto estranhei só os taxistas e um montão de homens falando um inglês que não entendia direito e cobrando absurdo para nos levar a Puttaparthy, acredita que pagamos 1.800,00 Rúpias até lá e na volta pagamos apenas 800,00! Claro que a viagem até Puttaparthy foi uma aventura para mim, o trânsito é realmente muito caótico e os motoristas dirigem como loucos, a buzina incomoda muito, achei que íamos bater várias vezes. Mas até que me surpreendi, pois achei que só iria ver vários carros muito antigos (minha mãe tinha me falado isso.) e quase todos os carros de passeio e taxi que vi em Bangalore e lá em Puttapathy eram bem novos, em ótimo estado. Acho que isso reflete um pouco esse novo momento que a Índia vem passando. A minha tia que foi comigo também ficou muito impressionada com as mudanças, ela esteve aí a três anos atrás, e ficou impressionada como melhorou a estrada, o aeroporto...

Em Puttaparthy adorei tudo de verdade! Achei o lugar lindo, muito limpo e organizado. Fui nos hospitais de Sai Baba e fiquei realmente impressionada com a limpeza e organização. As escolas também. Dentro do ashram é tudo muito limpo e organizado também, a comida muito gostosa. Mas lendo seus textos e também lembrando de tudo que vivi aí não posso discordar de tudo que vc nos informa, pois realmente a Índia é uma realidade muito distante da nossa aqui no Brasil. Só ai pude entender verdadeiramente os ensinamentos de Sai Baba!

O povo indiano é realmente muito simples, em todos os sentidos. O que me incomodava às vezes, era quando saímos fora do ashram e aquele montão de crianças e mendigos me chamando de "mam" e pedindo esmola, isso realmente é muito chato, pois são várias pessoas pedindo. Claro que aqui em Belo Horizonte tem muita gente pedindo esmola tb, mas é de uma forma diferente. E como eu nunca dava dinheiro, pois uns dos princípios de Baba é praticar a caridade, mas não alimentar a mendicância, então não dou dinheiro nem aqui no Brasil, sempre dava biscoito, leite e alguns nem aceitavam!

Outra coisa chata é como os comerciante se comportam, enfiam a gente dentro da loja, e fazem de tudo pra gente comprar, isso também me dava um pouco de preguiça, mas de um modo geral me diverti muito, depois de alguns dias, todos na rua já me conheciam, me davam “oi”, sabiam meu nome, os homens jovens solteiros então, eram os mais engraçados, todos cheios de graça quando sabem que somos brasileiras. São muito educados, tratam a gente super bem, fazem tudo pra gente, aqui no Brasil os homens não são tão prestativos assim com a gente não...

As indianas também são muito amáveis, sempre sorrindo, oferecendo flores... mas dentro do ashram algumas eram um pouco rudes e implicantes... com a roupa da gente, falavam que estava transparente, que eu tinha que prender o cabelo, etc, mas eu me divertia até quando elas estavam chamando minha atenção, achava muito engraçado elas falarem às vezes que minha roupa estava transparente, eu falava que para mim elas estavam peladas, com a barriga toda de fora, enquanto eu, estava tampada do pescoço até os pés, pois só usei kurta. Ah, algumas indianas são bem folgadas, se a gente não ficar esperta sentam no nosso colo, na fila do mercado entram na nossa frente na maior cara de pau, mexem nas compras que estão na sexta, muito engraçado.

Outra coisa que observei lá e que vc fala muito, é que às vezes nós ocidentais que vamos até aí ver Sai Baba somos "mais espiritualizados" do que os próprios indianos que estão no ashram, acho que nós ocidentais temos mais acesso aos ensinamentos de Baba do que os próprios indianos, pois muitos se comportam (dentro do ashram claro!) de forma completamente contrária aos seus ensinamentos!! Também entendi porque outro dos 10 princípios Dele é com respeito a manter a nós e nossos lares limpos, pois percebi que muitas mulheres tinham um cheiro bem forte. Claro que reparei nos pés também, é que como não gosto muito de pés, passei a gostar muito menos depois que vi os pés das indianas! Elas praticamente não usam calçados.
Mas mesmo observando todas as diferenças, que realmente são enormes eu amei a Índia, foram dias incríveis e inesquecíveis, me sentir super bem aí, quando vim embora chorei muito no aeroporto, me deu uma dor no coração!

Quero muito voltar pra ficar mais tempo, e viajar pela Índia, conhecer vários lugares, agora aprendi, a próxima vez que eu voltar aí, vou fazer turismo antes de ir ver Sai Baba, pois sei que se eu for para lá direto não vou querer sair de lá!

Quando eu voltar quero ver arquitetura, templos, palácios, rituais, quero ver a Índia encantadora, colorida, quero ser turista mesmo, a parte realista prefiro conhecer no seu blog!!! rsrsrs

Outra coisa que não tem como não perceber na Índia é a super população, talvez por isso os problemas sociais aí são tão visíveis, é gente demais, parece um formigueiro, até na estrada, onde não tem nada, tem gente andando!

Acho que só estranhei a forma como homem e mulher convivem aí, pois realmente é muito diferente, os casais não se tocam, ficam distantes!!

Querida é isso, viu!!!

Liliana

7 de outubro de 2006

Ioga - Parte 7 - Trataka & Nouli


Nâmaskar

ATENÇÃO: Não copie estas postagens sem autorização pois tem copyright (direitos autorais).

IOGA não é só Asana e Pranayama. Se você aprendeu somente asanas e pranayamas saiba que você não aprendeu a verdadeira ioga indiana, mas sim uma adaptação para ocidentais.

PARTE FINAL

4. Trataka

Método:

■ Sente-se em qualquer posição meditativa como Padmasana, Siddhasana, etc.

■ Ascenda uma lamparina contendo ghee e mantenha-a a uma distância de 1 m dos olhos. Se não tiver ghee use óleo de mostarda.

■ Agora sem piscar, olhe para a chama. Ponha a lamparina num lugar onde haja pouco movimento do ar.

■ Quando lágrimas escorrem e os olhos começarem a queimar, pare de olhar. Se as lágrimas estiverem rolando, então após algum tempo, coloque sua cabeça numa vasilha contendo água fria e abra os olhos. Encha a boca de água e abra e feche os olhos na vasilha. Isto removerá a sensação de queimadura nos olhos. A prática da duração deve ser aumentada gradativamente. Se a prática durar três horas, então os resultados são milagrosos.
Isto também cria diferentes tipos alcances de ioga. O tempo gasto olhando para a chama (conhecido como Trataka externo) deve ser o mesmo que o tempo usado para lembrarmos da Alma suprema, Deus, enquanto concentramos na luz da lamparina entre as sobrancelhas. Isto ajuda a alcançar o Dharma, que permite a entrada no estado de Dhyan. Esta atividade também pode ser feita fazendo uma marca preta um papel branco. Trataka também é feito olhando para a lua e o sol nascente. Deve-se ter orientação de um especialista para alcançar completamente esta atividade.

Benefícios:

■ Isto elimina instabilidade da mente, o que dá entrada fácil ao campo de estágios de Ioga.

■ Melhora a visão.

■ Você não vê sonhos quando se realize Trataka a noite na chama de uma lamparina e mesmo que tenha sonhos eles são poucos. Portanto, Trataka dá felicidade de um sono gostoso e protege de pesadelos.

5. Nouli

Madhyama Nouli:

Método:
■ Fique em pé mantendo uma distância de 35 a 45 cm entre os pés, com as mãos nos joelhos. Pressione os joelhos com a mão. Olhe para o chão.

■ No início é difícil realizar nouli portanto primeiramente você deve fazer Agnisara kriya para ganhar experiência em fazer nouli. Expire completamente e puxe o estômago para dentro de modo que o estômago toque as costas. Então empurre o estômago para fora. Repita este exercício segundo sua capacidade. Isto amaciará o estômago e ajuda no processo de nouli.

■ Agora para fazer nouli, mantenha-se curvado como antes. Enquanto pressiona os joelhos, contraia o estômago dos dois lados e empurrando a porção central para fora, tente empurrar para fora ambos os músculos em frente.

■ Quando sentir vontade de inspirar, inspire e novamente repita o exercício, como feito antes.

Vama Nouli:

Método:

■ Fique em pé como na posição original e faça madhyama nouli. Quando nouli vier ao centro, dobrando-se para a esquerda ponha pressão na mão esquerda, isto trará para frente o grande músculo esquerdo do estômago. O lado direito deve permanecer relaxado, neste caso.

Daksina Nouli:

Método:

■ Daksina (direita) nouli é muito similar a vama nouli, e o processo também é similar ao nouli esquerdo.

Circulação Nouli:

Método:

■ Quando nouli foi realizado em ambas as direções, então empurre o nouli para fora e massageie as coxas coma as duas mãos, isto é, mova as mãos nas coxas para cima e para baixo. Quando você faz isto, você perceberá que o nouli começa a rodar da direita para a esquerda. Aprender isso pode levar tempo. Após fazer do lado direito, faça do outro lado.

Benefícios:

■ Hatha ioga Pradipika descreve nouli como sendo a melhor entre as atividades.
“Hatha-kriya mauliriyam ca Naulih”
■ Definitivamente cura dispepsia, constipação, gás, diarréia, obesidade do abdome, etc.

■ Também é benéfico em problemas ginecológicos, menstruação dolorida, etc.

■ Esta atividade é importante para kundalini ioga, que permite a união do prana-apan.

Atenção: Pessoas sofrendo de disco fora do lugar, problemas do coração e úlcera, não devem fazer esta atividade.

6. Kapala-bhati:

Método:
■ Sente-se em Padmasana ou Siddhasana e ponha as duas mãos nos joelhos. Inspire e empurre a porção inferior do umbigo para trás repetidamente, enquanto automaticamente estufa. No final expire completamente e faça maha bandha. Repita esta atividade como antes. Em um minuto, deve-se dar 60 empurrões. Mais tarde pode ser aumentado para 120 vezes. Para um iniciante, 25-30 empurrões por minuto são o suficiente.

Benefícios:

■ Este exercício purifica a testa, portanto é conhecido como Kapala-bhati. ‘Bha diptau’ significa um que fornece brilho a testa. É benéfico aos pulmões e oração. O sistema digestivo completo incluindo fígado, intestinos e pâncreas, etc torna-se saudável e a circulação do sangue aumenta.

*****************************

Termina hoje o longo capítulo sobre limpeza interna do corpo segundo a tradição iogue.

Neste capítulo você aprendeu os diferentes métodos de como limpar o nariz, o estômago e o intestino.

Não se esqueça: IOGA não é só Asana e Pranayama. Se você aprendeu somente asanas e pranayamas saiba que você não aprendeu a verdadeira ioga indiana, mas sim uma adaptação para ocidentais.

Incredible India! (slogan oficial do governo indiano)

Om Shanti

6 de outubro de 2006

Alerta as Brasileiras


Nâmaskar

Você está avisado e já sabe o ditado “repelente pouco é bobagem”, tem mesmo é que se besuntar toda em repelente!!!!

Na sexta-feira passada eu escrevi a frase acima, pois bem, creio que besuntar-se em repelente agora é mais do que necessário, pois 2 netos do Primeiro Ministro indiano Manmohan Singh e 1 de seus genros estão internados no hospital com suspeita de dengue. Preciso falar mais alguma coisa??????
Se a dengue ataca a familia do Primeiro Ministro, o que dira nos pobres mortais!
***
Uma moça alemã chamada Katrina foi molestada e quase morta na cidade de Dharamsala onde vive o líder budista Dalai Lama.

Katrina estava visitando a cachoeira Bhagasu em McLeodganj quando Shammi, um rapaz indiano de 19 anos de idade tentou estupra-la.

Ela lutou e reagiu e acabou sendo esfaqueada. Shammi confessou o crime e a tentativa de estupro e já está preso.

Katrina escapou por pouco, pois levou uma facada no pescoço e teve que receber 12 pontos para poder conter a perda incessante de sangue.

Lógico que você pode viajar sozinha pela Índia, mas esteja sempre alerta, não de bola para os homens indianos, não use camisetas sem manga, decotes, shorts e roupas transparentes, conheça alguns golpes básicos de lutas marciais e carregue sempre consigo um spray de pimenta ou um choque elétrico; pois a libido dos indianos é fora do comum e na cabeça deles toda mulher estrangeira é puta e só a mulher indiana é virtuosa!!!

***
Tenho recebido diversos emails de brasileiras que estão em contato virtual com homens indianos, onde elas me fazem as mais variadas perguntas.

AVISO: Tem muito indiano CASADO dizendo que é solteiro.
Outros confessam que são casados mas vem com aquele papo de que não mora com a esposa, estão separados faz tempo etc. tudo MENTIRA!!!!Nenhum admite que tem filho, mas todos tem pelo menos 2 filhos.

RESUMINDO: Eles mentem muito e fazem de tudo para conquistar uma mulher brasileira.
Fique alerta e sempre confirme os dados do cidadão. Peça pra ver uma cópia escaneada do passaporte dele, pois no passaporte indiano do homem consta o nome da esposa. Peça pelas 2 primeiras páginas do passaporte e pela última (incluindo a contracapa dos fundos).

Verifique também sua casta, comunidade e religião, pois dependendo do que for, pode esquecer, que o cara NUNCA vai casar com você.

DETALHE: Poucos são os que tem coragem de irem contra as ordens dos pais. E você já sabe que indiano casa com quem os pais escolhem e no geral eles não escolhem estrangeiras!!!!

Já escrevi muito no blog sobre este tema, por favor leia o blog com atenção e veja as diferentes postagens sobre isso.

E não esqueça, tem indiano casando com estrangeira só para poder cair fora da Índia.

NãO ADIANTA ME ESCREVER EMAIL PERGUNTANDO SE ESTA POSTAGEM “FOI PRA MIM”. Esta postagem é para TODAS!!!!

Sim há exceções, mas não estou falando das exceções.

Incredible India!

OM Shanti

5 de outubro de 2006

A Segunda Esposa (livro)



Namastê

Terminei de ler o livro THE SECOND WIFE escrito por Premchand já há algum tempo, mas como não gostei, só agora me animo em escrever sobre ele.
Quando comprei o The Second Wife (A Segunda Esposa) achei que trataria sobre a bigamia ainda comum aqui na Índia, não só entre muçulmanos mas entre hindus também; porém o livro descreve a vida de uma moça que é a segunda esposa de um homem viuvo. (A primeira esposa dele morreu e ele então se casou com uma segunda mulher.)

Nirmala, a protagonista, recebe a notícia que dentro em breve terá que se casar com um rapaz que seu pai arranjou para ela e ir morar com a família dele como reza a tradição indiana. O dialogo que segue é de Nirmala e sua irmã mais nova Krishna:

Nirmala: Nós somos garotas, nós não temos lar em lugar algum.
Krishna: Nosso irmão também vai ser mandado embora de casa?
Nirmala: Ele é menino, quem o mandaria embora?
Krishna: Mas ele é muito travesso enquanto eu e você somos obedientes.

Os preparativos para a festa de casamento estão a todo vapor e o pai de Nirmala está gastando muito dinheiro nos preparativos. A mãe de Nirmala reclama dos gastos excessivos ao que ele responde:

“Uma vez que a família do noivo não está pedindo um centavo de dote é minha obrigação oferecer o melhor para os convidados da família dele.”

Aqui cabe explicar que apesar de proibido por lei, o dote ainda vigora fortemente e os pais de moças pegam empréstimo no banco para este fim.

“Sou eu que trabalho e ganho dinheiro. Eu gasto como quero e ninguém tem o direito de me criticar” o pai fala para a mãe de Nirmala.

Este tipo de situação ainda impera aqui na Índia, o homem é o provedor e a mulher tem que abaixar a cabeça e obedece-lo sem reclamar.

Resumindo, o pai de Nirmala morre assassinado antes do casamento. A família do noivo resolve cancelar o casório e arrumar uma nova noiva que lhes dê um bom dote e solta estas frases: “Dinheiro apaga qualquer defeito que a moça possa ter. Se uma vaca dá muito leite, quem se importa se ela dá coice?”. “Com dote suficiente qualquer defeito vira virtude”.

Com os preparativos do casamento já em andamento, a mãe de Nirmala decide não perder tempo e arrumar-lhe outro noivo.

Nirmala de 15 anos de idade casa-se com um advogado viuvo de 35 anos com 3 filhos do primeiro casamento. Juntamente com eles, mora na casa também a irmã mais velha do marido, que torna sua vida um inferno.
Aqui na Índia não é só a sogra que cria problemas, as cunhadas também!!


O filho mais velho do marido de Nirmala tem 16 anos e o marido sente grande ciúmes da esposa jovem em relação a seu filho mais velho; e acaba mandando o garoto para o colégio interno onde ele morre.

Após a morte do filho, o marido de Nirmala sente-se culpado por ter duvidado de ambos e percebe que nunca houve nada romântico/sexual entre eles e que foi tudo alucinação de sua cabeça doentia de advogado; entra em profunda depressão e para de trabalhar.

Parando de trabalhar eles ficaram na miséria e tiveram que vender a casa onde moravam. A única coisa que restava a Nirmala eram suas jóias. (As mulheres indianas amam andar todas enfeitadas com jóias, mas veja a filosofia por trás disso...)

“Jóias são os únicos bens da mulher. Ela não possui nenhum direito sobre as possessões do marido. Suas jóias são sua força e seu orgulho... Cada pedaço de jóia é como uma arma que a protege contra obstáculos e desastres.”

Como já era de se esperar, as jóias foram roubadas! Quem as roubou? O segundo filho de seu marido pois para ele a morte de seu irmão mais velho era culpa de Nirmala.

O garoto fugiu e o pai foi procura-lo abandonando Nirmala. Ela fica doente e acaba morrendo.

****

É pior que dramalhão mexicano. Horrível!! O Autor não sabe manter os dados cronologicamente; ora diz que o marido de Nirmala tem 35 anos, ora que tem mais de 40 etc.

O original foi escrito em hindi mas eu li a versão em inglês. O autor é famoso aqui na India, mas não recomendo este livro a ninguém.

OM Shanti

Vaca Dançante

Vaca dançante.

Veja só que legal esta vaca indiana (animal) dançando.

Adorei.

Indredible India!!!

4 de outubro de 2006

Assassinato de Tigres


Nâmaskar

Segundo Rahul Dutta coordenador indiano da WWF a caça ilegal a tigres tem aumentado muito ultimamente devido a grande demanda chinesa. A classe emergente chinesa (novos ricos) tem dinheiro para gastar e pagam em dólar pelos tigres indianos.

No momento restam somente 1 mil tigres na Índia e dentro de 3-5 anos não haverá mais nenhum. Com que felino os chineses farão então seus remédios naturais?????? Daqui 5 anos teremos a resposta, basta aguardar enquanto os tigres são assassinados....

O caçador indiano recebe 107 dólares por um tigre morto e o mesmo é revendido por 5 mil dólares!!!!!!! O lucro dos atravessadores é imenso como você pode ver e por isso mesmo a população de tigres indianos caiu de 100 mil para somente 1 mil.

O governo indiano lançou em 1973 o projeto Tiger segundo Belinda Wright diretora da Associação Protetora da Vida Selvagem, mas a ganância por dinheiro e o capitalismo exacerbado associado a altíssimos lucros, fizeram que o projeto não desse em nada. O governo gastou dinheiro atoa e os atravessadores enriqueceram e possuem carros importados e grandes mansões atualmente.

Um prato de sopa de pênis de tigre custa 320 dólares (o que os homens broxas não pagam pra fazer o pinto levantar!!!!). Uma única unha custa 20 dólares. O rabo custa 200 dólares e é misturado com sabão para ser usado contra doenças de pele. Os ossos custam 660 dólares por quilo. A pele custa 1 mil dólares, 1 dente canino custa 120 dólares etc.

A medicina chinesa é cruel para com os animais e não somente para com os tigres. Inúmeros animais e partes de animais são usadas para fazer remédio. É nojento pois não são esterilizados.

A medicina chinesa se justificava antigamente quando a indústria farmacêutica era pouco desenvolvida e a população chinesa era menor, mas agora com 2 Bilhões de pessoas com certeza os homens chineses não precisam mais de sopa de pinto de tigre!!! Já provaram para o mundo que são bons de cama e tem extremo vigor sexual!!

Além dos tigres que logo acabarão, mais de 1 mil espécies de plantas encontradas em certos ecossistemas da Índia também estão com seus dias contados.

A Yarchaguma custa 2 mil dólares por quilo e só é encontrada no estado de Uttaranchal; este cogumelo serve para impotência sexual masculina (os homens e a eterna preocupação com o pinto! Estão acabando com este cogumelo. Haja broxa no mundo!!! :)

A procura por remédios naturais tem aumentado muito também no mundo ocidental. Os acidentais agora querem se tratar segundo os sistemas indianos de medicina Unani, Ayurveda e Siddha, só que não vivem como os indianos e não seguem suas tradições e filosofia de vida. Eles acham que só tomando o remédio, o chá etc. vai funcionar para eles e saem da farmácia já com cigarro na boca e param pra comer um cheese burguer com bacon antes de ir pra casa sentar no sofá e assistir novela!!!!

O aumento da população asiática mais a “descoberta” ocidental da medicina indiana estão acabando com as plantas e animais da Índia. Até quando os ecossistemas irão agüentar tamanha exploração resta esperar pra ver, pois ninguém está fazendo nada pra reverter este triste cenário.

Antigamente a Índia foi explorada em seus minérios pelos mongois e pelos ingleses, e agora é explorada pelos chineses e ocidentais naturebas por sua fauna e flora.

Pelo menos agora tenho a certeza de uma coisa, os tigres NãO estão reencarnando como tigres, pois seu número caiu de 100 mil tigres para 1 mil tigres.
O que será que aconteceu com a alma dos 99 mil tigres assassinados????????????

Hoje é Dia Mundial dos Animais, dê um beijo e um afago no seu cãozinho/gatinho e diga que o/a ama!!!

Feliz dia Mundial dos Animais a todos os animalzinhos, que Deus os proteja!!

Incredible India! (slogan oficial do governo indiano)

OM Shanti

3 de outubro de 2006

Lésbica - Dengue - Rejane

Nâmaskar

Pela primeira vez na história Indiana, uma moça lésbica conseguiu um visto de imigração para o Canadá na categoria de ‘parceiro do mesmo sexo’.

A moça, cujo nome não foi revelado, é de Ahmedabad, e inicialmente havia tentado a categoria de visto de ‘estudante’.

Para conseguir o visto de ‘parceiro o mesmo sexo’ ela teve que responder a perguntas íntimas como quantas vezes elas tiveram relação sexual, detalhes sobre presentes que tenham trocado entre si, propriedades que tenham em nome de ambas, fotos e muitos outros documentos que comprovem a relação homossexual.

A moça já embarcou para o Canadá onde poderá viver tranqüilamente com sua companheira sem ser perseguida por sua opção sexual. A Índia respeita os homossexuais masculinos, porém não perdoa os femininos.

*****
Subiu de 34 para 45 o número de casos de médicos, estudantes e funcionários contaminados pela Dengue no maior e melhor hospital do país.

A mídia foi até lá e tirou dezenas de fotos e filmes das péssimas condições de higiene do local, e da água acumulada onde os mosquitos da Dengue estão se reproduzindo.

O governo diz que vai estudar o caso e que amanhã irá anunciar se declara a dengue como epidemia ou não.

Se os médicos e enfermeiros que deveria cuidar da população estão morrendo e/ou internados por causa da Dengue, quem irá cuidar de nós????????

****
Eu estou aqui pedindo Desculpas em público à Rejane pelo mau comportamento de alguns leitores do blog.

Ao invés de serem agressivos penso que deveriam ser gratos pela Rejane ter compartilhado de boa vontade sua experiência de vida na Índia.
A Rejane não escreveu nada de diferente. Se os leitores deste blog se derem ao trabalho de ler os depoimentos das outras pessoas irão verificar que todos reclamam da sujeira, barulho, trânsito caótico etc.

Não entendo porque tornaram-se tão grosseiros para com Rejane. Em minha opinião, o depoimento dela não é só o mais verdadeiros de todos, como também o mais importante, pois ela sim, vivênciou na pele o dia-a-dia indiano por mais de 1 ano.

Ela não veio a turismo ver só a parte boa da Índia, não ficou em hotel 5 estrelas cheia de mordomias, e não veio para estudar ioga, massagem, ayurveda etc. por somente 6 meses.

A falta de respeito pela opinião alheia me decepcionou MUITO e já não sei mais se devo convidar outras pessoas para compartilharem suas experiências no blog.

Rejane, te agradeço do fundo do coração por ter gentilmente aceitado meu convite de escrever sua experiência indiana para o Indi(a)gestão. Peço humildemente desculpas pelas grosserias de certos leitores, não sabia que reagiriam assim. Adorei suas palavras muito bem escritas, sinceras e honestas.

A Índia é suja SIM, fede a urina humana e bosta de vaca. Esta é uma realidade que ninguém pode negar!!!!!!

Incredible India!

OM Shanti

2 de outubro de 2006

Dengue & Jain


Nâmaskar

A Incredible India não se cansa de me surpreender, desta vez com 34 pessoas internadas com dengue. Mas qual a novidade desta notícia? A novidade é que estas 34 pessoas contraíram dengue no mais famoso e conceituado hospital de Delhi, o AIIMS e uma acaba de morrer.

Estudantes de medicina, catedráticos, médicos, residentes, enfermeiros em fim, o mosquitinho não poupa ninguém no AIIMS!! Todos estão internados no próprio hospital onde foram picados e contaminados por Dengue.
Quem iria imaginar que no hospital há uma grande proliferação do Aegis ? Foi surpresa geral para todos. Agora o que fazer? Como detetizar um complexo hospitalar gigantesco com pacientes internados?

O AIIMS é o correspondente ao Hospital das Clínicas no Brasil. Um hospital-escola-pesquisa. O hospital é referência e orgulho da Índia.

Haja repelente!!!!

*****

Uma senhora Jain com câncer resolveu jejuar até morrer. Após 2 semanas de jejum ela faleceu na sexta-feira passada. Esta é uma prática antiga entre os jainístas (praticantes do Jainísmo, uma das muitas religiões que tem aqui na Índia).

A mídia está querendo saber por que o governo não fez nada para salva-la, não lhe deu soro ou alimentação intravenosa.

Os defensores dessa prática dizem que era um direito dela escolher se queria viver ou morrer e que esta prática é comum entre os jainistas.
O governo não interferiu pois a Índia é o maior país democrático do mundo onde a pessoa tem livre escolha de expressão religiosa.

A mídia mais uma vez indaga por que esta prática se dá somente entre as mulheres jains e não entre os homens? E ela mesma responde dizendo que é porque a mulher doente dá despesa e é considerada um estorvo, sendo assim, ela prefere morrer a dar trabalho e despesa para a família. (Mulher nada vale neste país).

Esta discussão vai longe ... mas nada de pessoal tenho a acrescentar pois desconheço os princípios desta religião.

Só sei que são vegetarianos extremados e radicais. Andam com máscara na boca o tempo todo para não engolirem nenhum bichinho. E vi os homens jains peladões (totalmente nus), com a máscara no rosto e penacho de pena de pavão na mão andando pela avenida principal aqui em Delhi, sem o menor pudor.

Os indianos gostam mesmo é de leque de pena de pavão.
Eu acho lindo mas nunca tive coragem de comprar um pois essa ave antigamente tão abundante, agora só sobrevive graças a reservas florestais do governo.

*****
Ontem foi dia de eleição e fui votar na embaixada do Brasil aqui em Delhi.
Por serem pouco mais de 50 brasileiros que aqui votam, o lugar estava vazio e consequentemente sem nenhuma fila. Espera Zero :-)

Para tão poucos eleitores, naturalmente não havia urna eletrônica.

Recebi um papelzinho amarelo (cédula de votação) onde havia um retângulo no meio para que se escrevesse o nome do candidato. Depois dobra-se o papel e coloca-se na urna.

Os brasileiros que residem fora do país votam somente para presidente da república. Não se vota para senador, deputado, governador etc.

Nem adianta me perguntar “votou certo?”, claro que votei certo, votei no ENEAS!!!!! Hahahahahahahahaha :)

Embora não more no Brasil há anos, nunca tive coragem de desperdiçar meu voto. Nunca votei em branco ou anulei meu voto, e tenho orgulho disso. Espero sinceramente que você tenha feito o mesmo.

Incredible India! (slogan oficial do governo indiano)

OM Shanti


30 de setembro de 2006

Ioga – Parte 6 - Laghu Sankha Praksalana


Nâmaskar

Todos os sábados estarei postando sobre ioga.

ATENÇÃO: Não copie estas postagens sem autorização pois tem copyright (direitos autorais).

Continuação...

IOGA não é só Asana e Pranayama. Se você aprendeu somente asanas e pranayamas saiba que você não aprendeu a verdadeira ioga indiana, mas sim uma adaptação para ocidentais.

Laghu Sankha Praksalana

Esta atividade é especificamente benéfica a pacientes com constipação crônica, obesidade e diabete.
Neste caso também água quente é consumida e asanas são praticados. Durante este caso, somente 7-8 copos de água devem ser tomados e nada mais. Isto facilita a passagem de fezes 3 – 4 vezes e o estômago ficará limpo. Depois disso, se quiser, pode fazer também Vaman Dhouti.

Note: os benefícios são como mencionados acima. Nenhuma dieta especial deve ser seguida. Depois da atividade, coma kichari com uma pequena quantidade de ghee. A noite, chapati e vegetais podem ser ingeridos. No dia desta atividade, é melhor não consumir leite, leite com manteiga.

Ganesa kriya (Purificação básica)

Molhe o dedo indicador esquerdo em óleo de rícino. Enfie cerca de 3 cm no reto e gire para todos os lados para excreção de fezes. Lave as mãos e faça novamente do mesmo modo. Assim, remova toda a quantidade de fezes do reto. Este processo deve ser feito após defecar. Os dedos não devem ter unhas longas. Corte as unhas e lixe muito bem.

Benefícios: Esta ação fortalece os músculos internos e externos do reto, que previne constipação, etc. O restante das fezes no reto após defecação, podem ser facilmente removidas com esta ação, assim não se sofre de hemorróidas etc.
Esta atividade é extremamente benéfica para pacientes sofrendo de hemorróidas. Eles devem fazer este exercício todos os dias.

3. Basti

Sugar água ou ar pelo reto e purificar o intestino grosso chama-se Basti. É de dois tipos – jal Basti e Pavan Basti. Para aprender este processo, é preciso obter experiência em nouli madhyama, uddiyana bandha, e vama-Daksina nouli.

(a) Jal-Basti

Método:
■ Fique em pé em água limpa, que está no nível do umbigo, e então faça esta atividade. Esta ação também pode ser feita enchendo uma grande banheira com água e sentando-se em Utkatasana.
■ Sente-se em Utkatasana e pegue um tubo de madeira com furo de 18-21 cm de comprimento e 1.5 cm de largura.
Ambas as extremidades da vareta devem ser lisa e besuntadas com algum líquido lubrificante, e inserida no ânus. A outra ponta da vareta deve permanecer submersa na água.
■ Expire e faça madhyama nouli enquanto faz uddiyana bandha e mula bandha.
Assim a água será sugada até você não respirar mais.
■ Antes de inspirar, feche a outra ponta da vareta com o dedo. Novamente expire e sugue a água como antes. Repita isto 5-6 vezes para encher o intestino grosso com água suficiente.
■ Agora remova a vareta, fique em pé faça nouli. Com isto a água esparramará no intestino e o limpará.
■ Quando nouli é virada para o lado direito haverá uma vontade de defecar, e então defeque.
■ Este processo pode ser feito sem a vareta ao ficar em pé na água como mencionado antes e fazendo uddiyana bandha e mula bandha e sugando a água para cima.
Quando isto é feio corretamente a abertura do anus torna-se mais larga automaticamente e a água é sugada para dentro. Acrescente um pouco de suco de limão na água. Este processo deve ser feito pela manhã, após a defecação.

Benefícios:
■ Basti purifica o intestino grosso, o que cura a constipação, etc. O calor do estômago é removido, o que cura doenças relacionadas ao sêmen como emissão noturna, etc. Esta ação é mais benéfica que enema. No enema, a água é passada pra dentro com pressão, neste caso, o intestino grosso continua inativo. Isto resulta na expansão e acordar do intestino grosso. Entretanto, no Basti, o intestino suga água por sua própria força, o que permite o fortalecimento do intestino ao invés de acorda-lo.

(b) Pavan-Basti
Método:
Agache-se, e como mencionado acima, expire e faça uddiyana bandha, madhyama nouli e mula bandha, o ar será sugado para dentro. Deste modo, sugando a para dentro e então jogando pra fora chama-se Pavan Basti.

Benefícios:
■ Mesmos como mencionado acima. Mas no caso anterior, isto é, Jal Basti, fezes saem, enquanto neste caso somente ar poluído sai. Assim sendo, este processo é benéfico para problemas relacionados a gás e hemorróidas. Também aumenta o poder de digestão.

Incredible India!

OM Shanti

29 de setembro de 2006

Rang De Basanti


Nâmaskar

Sou admiradora do trabalho do ator indiano Amir Khan e meus filmes favoritos são MANGAL PANDEY e 1947 EARTH.

Um de seus filmes, LAGAAN já havia participado do Oscar na categoria de melhor filme estrangeiro, mas não venceu.
É um filme interessante, porém como não gosto de cricket achei o filme razoável, mas sei bem que para quem aprecia este esporte o filme com certeza é visto como bom.

Agora outro filme de Amir Khan foi escolhido para representar a Índia no Oscar; RANG DE BASANTI vai disputar a categoria de melhor filme estrangeiro juntamente com WATER da produtora e diretora indiana Deepa Mehta que concorrerá pelo Canadá. (Leia as postagens ‘WATER’ de 20 de setembro de 2005 e 04 de abril de 2006 neste blog).

Eu assisti aos dois filmes e ambos são bons.

Em minha opinião o filme Water não foi contundente e poderia ter explorado mais a questão das mulheres viúvas na Índia, mas com tantos ameaços de morte é óbvio que Deepa Mehta teve que atenuar o tom do filme.

Rang De Basanti começa bem, desenvolve bem mas o final não é bom e não agrada. O filme é de caráter nacionalista e voltado aos jovens indianos, não sei se irá convencer os americanos.

Resumindo, se fossem somente esses 2 filmes a concorrer eu daria o Oscar ao WATER.

***

Uma vez que o assunto de hoje é filme, e que você já sabe que os indianos copiam filmes e músicas ocidentais (inclusive lambada), se puder não deixe de assistir ao E.T. indiano!!!

Isso mesmo, o filme KOI...MIL GAYA é uma cópia descarada do famoso filme E.T., mas mesmo assim não deixa de ser uma gracinha. O ETzinho indiano é azul, vale a pena assistir se você tem um coração de criança. :)

***

Alerta para quem estiver vindo para Delhi agora:
Os casos de dengue tem aumentado e ontem faleceu uma mocinha de 17 anos, filha de 2 médicos (mãe pediatra e pai anestesiologista), num dos mais famosos hospitais da capital.

A morte da moça, que morava em bairro nobre da zona sul (Vasant Vihar) serviu para alertar as autoridades que o problema da dengue não se restringe somente aos bairros pobres e favelas e que o mosquito já está atacando também nos bairros dos diplomatas e políticos. Assim sendo, finalmente a prefeitura de Delhi vai mandar passar o carro e fumaça (fumacê) pelas ruas e principais locais de procriação de mosquito.
Você está avisado e já sabe o ditado “repelente pouco é bobagem”, tem mesmo é que se besuntar toda em repelente!!!!

Incredible India! (slogan do governo indiano)

OM Shanti

27 de setembro de 2006

Mala


Nâmaskar

Atendendo ao pedido de uma pessoa muito querida e especial, hoje estou postando informações gerais sobre Mala.

Mala significa ‘guirlanda’ em sânscrito e deu origem ao rosário cristão, ao Îphreng ba budista e ao terço católico.

A mala é um objeto importantíssimo e antiquíssimo na história da ritualística religiosa indiana. Seu adepto mais notável é o Deus Shiva.

Utilizada inicialmente no hinduismo, uma das mais antigas religiões do mundo, com cerca de 5 mil anos, a mala foi prontamente absorvida pelo budismo e posteriormente pelo cristianismo.

A mala é formada por uma sucessão de contas (‘bolinhas’) traspassadas por um fio e amarradas de forma circular; como o próprio nome em sânscrito sugere, no formato de uma guirlanda hindu.

A mala é utilizada para calcular o número de mantras recitados. No caso do terço cristão, é utilizada para calcular o número de orações feitas.

As malas podem ser feitas de diversos materiais como por exemplo, sândalo (utilizado pelos devotos de Krishna), conchas (búzios), tulsi (sementes de manjericão), sementes de lótus e Rudraksha (utilizadas pelos devotos de Shiva, Durga e Ganesha).

Em geral os praticantes de ioga utilizam malas de Rudraksha, a menos que por motivos pessoais cultuem outro deus hindu ou possuam outra filosofia de vida. O 'pai' da ioga é Shiva, e Shiva está intimamente associado a Rudraksha. Ele utiliza diversas malas de Rudraksha em seu pescoço, e os praticantes de ioga e homens santos seguem seu exemplo.

Os sadhus devotos de Shiva também usam malas de Rudraksha penduradas no pescoço.

As malas de sementes são indicadas para práticas de deidades; essas malas são utilizadas também pelos lamas tibetanos e budistas em geral.

No hinduísmo as malas possuem 108 contas, mas podem ser também de 54 ou 27 contas, pois estes são o número de vezes que o praticante deve repetir um mantra.

Mantra são palavras sagradas entoadas em voz alta repetidas vezes.

As malas sempre possuem uma conta extra, chamada Meru, para que se tenha certeza quanto ao ciclo exato de repetições do mantra.

Quando se entoa um mantra (japa) com o auxílio de uma mala para contar corretamente o número de repetições, chamamos a esse conjunto de japa mala.

Que fique bem claro que mala é tão somente o rosário de contas em si, e que as palavras entoadas são as japas. Já vi muitos ocidentais referirem-se a mala como ‘japa mala’. Japa mala é o ato de entoar mantras ou palavras sagradas por X número de vezes, utilizando-se uma mala para não se perder na contagem.

Antes de manusear uma mala a pessoa deve primeiramente lavar as mãos com água e sabonete.
As malas devem ser manipuladas somente com a mão direita.

Usar uma mala de Rudraksha no pescoço limpa a aura da pessoa tornando-a mais receptiva à práticas espirituais como a oração e a meditação.

As malas de Rudraksha são as preferidas e as mais tradicionais aqui na Índia, devido a seu poder de cura entre outros.

OM Shanti


.

26 de setembro de 2006

Cuidado com empregados indianos


Nâmaskar = Namastê

O que está nos noticiários e nas manchetes dos jornais é o brutal assassinato de uma funcionária da embaixada da Bélgica.

Isabelle Dessoy de 47 anos foi esfaqueada 22 vezes por seu motorista particular. O motivo da brutalidade foi porque ela o admoestou quanto ao seu modo violento e abrupto de dirigir diversas vezes e finalmente o demitiu.

Se você é estrangeiro morando na Índia, tenha MUITO cuidado ao contratar qualquer empregado.

A polícia sugere que se tire uma fotografia da pessoa contratada, pegue seu nome completo e endereço e leve a um posto policial para averiguação ANTES de contrata-la. Se você além de estrangeiro for idoso e/ou morar sozinho, o cuidado com mão-de-obra indiana deve ser redobrado!!! Ultimamente tem havido uma onde de assassinato de pessoas idosas por seus empregados dentro de suas próprias casas.
***

Encontrada uma cobra de 3.5 metros em Haus Khaz, bairro da zonal sul de Nova Delhi.
***

Ai, achei uma notícia boa!
O governo de Jammu e Kashmir decidiu montar dois bancos cooperativos só para mulheres : )

A intenção é que as mulheres do local possam se auto-sustentar via cooperativas de artesas. Nesta região as mulheres trabalham em teares tecendo os famosos e caros xales de caxemira, pashimina e produtos de lã.
***
Incredible India! (slogan oficial do governo indiano)

OM Shanti

24 de setembro de 2006

Beatles de Bollywood

17 de setembro de 2006

Incredible India - Uma Grande Mentira

Incredible India - One Big Incredible Lie

Este filminho mostra a verdadeira India.

O autor do filme fez como uma provocação a propaganda do governo indiano que tem por slogan INCREDIBLE INDIA!

O filme mostra fotos da realidade indiana em seu cotidiano. Coisas feias e tristes que o governo tenta esconder.

Já estou cansada de ver o governo e os próprios indianos tampando o sol com a peneira.

16 de setembro de 2006

Ioga - Parte 5 - Sankha Dhouti



Nâmaskar

Todos os sábados estarei postando sobre ioga.

ATENÇÃO: Não copie estas postagens sem autorização pois tem copyright (direitos autorais).

Continuação...

IOGA não é só Asana e Pranayama. Se você aprendeu somente asanas e pranayamas saiba que você não aprendeu a verdadeira ioga indiana, mas sim uma adaptação para ocidentais.

Medidas Rejuvenescedoras – Sankha Dhouti or Shankha Prakalan

O formato de nosso intestino é como e uma concha. A purificação do intestino em forma de concha chama-se sankha purificação ou varisar ação. Esta atividade foi experimentada em diversos pacientes foi descoberto que realmente rejuvenesce a pessoa. Este processo é capaz de curar doenças muito sérias e crônicas. Não há quase nenhuma doença incluindo problemas estomacais, obesidade, hemorróidas, hipertensão, diabetes e doenças relacionadas a elementos de tecidos, que não possa se beneficiar por esta atividade. Descobrimos em campanhas de ioga que metade dos benefícios são atingidos devido a asanas de ioga e atividades e a outra metade são atingidos graças a este processo. Nós lavamos roupas todos os dias. Se não lavarmos a roupa por um dia elas ficam sujas. Nosso abdome possui cerca de 12 metros de comprimento de intestino, que nunca estão limpos nenhuma vez durante nossa vida. Como resultado, uma camada de matéria tóxica e contaminada acumula-se nas paredes internas. Devido a formação dessa camada, absorção e secreção de sucos não ocorre devidamente, resultando em dispepsia, indigestão, acidez, etc. Putrificação desta matéria causa fedor no estômago. Causa problemas gástricos. Os sucos não são produzidos apropriadamente.
Quando o principal instrumento é deformado, os órgãos subsidiários como estômago, pâncreas, etc. também são afetados e causam diversos tipos de doenças.

Nosso corpo é um instrumento. Uma grande maravilha de muitas maravilhas no mundo, é uma grande surpresa quem criou este instrumento único? Assim como levamos um instrumento musical para manutenção e afinação, carros, relógios e outras máquinas, que lhes permitem funcionar apropriadamente, do mesmo modo, devemos fazer a manutenção de nosso corpo, para que continue saudável, vivendo por muito tempo e forte.

Itens necessários para este processo:

Uma caneca (para beber água), água morna que contenha quantidades apropriadas de suco de limão e sal de rocha, khichdi semi sólido feito de arroz e lentilha moong, 100 gr de ghee por cabeça feito de leite de vaca. Caso não tenha ghee feito de leite de vaca, então use ghee feito de leite de búfalo. Um tapete ou coberta para fazer o asana, um leve lençol para cobrir, e um banheiro por perto são necessários.

Preparação Prévia: A prática de asanas deve começar pelo menos uma semana antes do dia em que esta atividade será realizada. Na noite anterior da realização desta atividade, devem ser comidas refeições fáceis de serem digeridas por volta das 20 horas. Ao entardecer,

Beba leite misturado com 50-100 gr de uva passa pois isto facilita o processo de purificação. Vá para cama antes das 22 horas. No dia seguinte, se possível, livre-se das tarefas matutinas, como escovar os dentes, evacuação, tomar banho etc. Tanto faz se você evacuou ou não.

Três tipos de água:

(a) Água contendo suco de limão e sal de rocha: Acrescente quantidades apropriadas de suco de limão e sal de rocha à água. Todas as pessoas saudáveis, excetuando pacientes de pressão sangüínea alta, problemas kaphaja e vatika, tem que beber esta água.

(b) Para os pacientes de kaphaja e vatika: Pacientes sofrendo de dores físicas como dores nas juntas, gota, inchaço, espondilose cervical, disco fora do lugar, etc e problemas kaphaja devem beber somente água morna com sal de rocha.

(c) Para pacientes com hipertensão e doenças de pele: As pessoas que sofre de hipertensão ou qualquer doença de pele devem beber água quente contendo só suco de limão antes de realizar a atividade.

Método:

■ Sente-se em Utkatasana (no seu pé) e beba rapidamente, sem se preocupar com o sabor, um ou dois copos de água preparada, segundo as instruções. Então faça duas repetições dos cinco asanas prescritos para esta atividade e então beba água o tanto quanto desejar. Após beber água, repita os exercícios na mesma ordem. Deste modo, repetindo os exercícios e bebendo água resultará em evacuação. Não tente forçar a evacuação no banheiro. Evacue na quantidade que vier. Enquanto está sentado no banheiro, faça ashvini mudra (contraindo e expandindo o ânus), isto limpará o estômago e hemorróidas e outras doenças também serão curadas. Após sair do banheiro, beba água novamente e faça os exercícios. Deste modo continue bebendo água e fazendo os exercícios e evacuando. Depois de ter ido ao banheiro 8-10 vezes, você verá que água amarela para de fluir. A água, que você tem bebido, a mesma água está saindo pelo ânus. Então beba 4-5 copos de água ou quanto quiser e faça Vaman Dhouti. Após fazer Vaman Dhouti deite-se em Savasana por 30-40 minutos e descanse. Cubra o corpo com um lençol leve, prevenindo exposição excessiva ao vento. Depois de 30-40 minutos de descanso, coma o pré preparado khicari feito de lentilhas em quantidade igual de arroz e lentilha Moong (lentilhas partidas ao meio ainda com casca) e contendo uma quantidade pré aquecida de ghee, conforme o gosto. Recomenda-se consumir pelo menos 50 gr de ghee, enquanto uma pessoal saudável pode consumir o tanto quanto quiser. Esta atividade purifica todo o corpo. Após a purificação, o corpo deve ser lubrificado do mesmo modo que se lubrifica os veículos após lavagem e limpeza. Depois desta ação, o ghee que é consumido, realiza a ação de lubrificação em todas as glândulas e elas tornam-se macias. Devido a lubrificação, a matéria excretada, etc não gruda nelas. Portanto o ghee consumido não faz mal a pessoa sofrendo de nenhuma doença. Depois de come khichari, se possível, faça yoga nidra. Yoga nidra é similar a Savasana. Dhyan tem uma importância especial neste processo. Agora iremos descrever os cinco asanas necessários para Sankhya Prakshalan.


(a) Urdhawa Tadasana

Método:

■ Fique em pé e entrelace os dedos das mãos e mantenha-os na cabeça. Mantenha as pernas fechadas.

■ Inspire e estique as mãos para cima e simultaneamente levante os calcanhares. Enquanto expira, desça. Mantenha as mãos na cabeça. Repita 5 vezes.

(b) Tiryak Tadasana

Método:

■ Fique na posição mencionada acima, levante as mãos, entrelace os dedos e estique-os reto para cima. As palmas devem ficar viradas para o céu e os pés devem ficar afastados cerca de 35 cm.

■ Ao inspirar, dobre-se para a direita o máximo possível, sem dobrar-se para trás ou para frente, e os braços não devem ficar encostados nos cotovelos. Ao expirar, leve as mãos acima da cabeça. Do mesmo modo faça do lado esquerdo. Faça isso cinco vezes de cada lado.

(c) Katichakrasana

Método:

■ Mantenha as pernas afastadas a cerca de 35 cm, fique em pé ereto. Ponha as mãos nos ombros. Mantendo as palmas retas viradas para baixo.

■ Vire a mão direita pela frente e ponha-a no ombro esquerdo. Dobre a mão esquerda por trás e ponha-a na cintura. A palma da mão, que está na cintura, deve estar virada pra cima.

■ Agora enquanto gira o pescoço para a esquerda, olhe por trás para o tornozelo direito. Se você não puder vê-lo, então continue tentando. Depois de fazer de um lado, repita do outro lado.
Similarmente, realize isso 5 vezes de cada lado.

Segundo Método:

■ fique em pé e traga as mãos para frente do peito. Enquanto inspira, vire as mãos para o lado direito o máximo possível. A distância entre as mãos deve ser igual a largura do peito e a visão fixa entre as mãos. Ao expirar, volte a posição do meio. Do mesmo modo, faça do outro lado.

(d) Tiryak Bhujanasana

Método:

■ Deite-se no seu estômago e ponha as mãos ao lado do peito e próximo aos ombros. Os cotovelos devem tocar os lados e estarem levantados.
■ Enquanto mantém uma distância de 35 cm entre as pernas, mantenha os dedões alongados para trás.

■ Ao inspirar, levante o peito. Quando a porção acima do umbigo estiver elevada, olhe para o calcanhar esquerdo por cima do ombro direito. Enquanto expira, desça. Repita do lado esquerdo.

(e) Udara-karsana ou
Sankhasana

Método:

■ Agache-se e mantenha as mãos nos joelhos. Mantenha uma distância de 35-40 cm entre as pernas.
■ Enquanto inspira, repouse o joelho direito próximo ao dedão do pé esquerdo e vire o joelho esquerdo para a direita.
■ Vire o pescoço para a esquerda e olhe para trás. Fique nesta posição por algum tempo e volte a posição central. Repita isto do outro lado.

Benefícios:

■ Esta atividade cura todos os tipos de doenças, como já foi informado anteriormente.
■ O corpo torna-se limpo e puro e leve como uma flor, cheio de brilho.
■ Todas as doenças como constipação, dispepsia, gás, acidez, arroto azedo e hemorróidas, etc. são curados definitivamente.
■ É extremamente benéfico a obesidade, diabete, doenças respiratórias, doenças do coração, apendicite, dor e cabeça e todas as doenças relacionadas a boca, garganta, língua e olhos.
■ Cura desordens menstruais. Dores nas juntas, artrite, etc doenças relacionadas vata, embranquecimento do cabelo, rugas no rosto e marcas escuras de pigmentação, etc são todas curadas.
■ É extremamente benéfico para todas as doenças relacionadas ao intestino, rins, pâncreas e baço. Resumindo, os benefícios desta atividade são ilimitados.

Precauções:

■ No começo, isto deve ser praticado sob a orientação de um instrutor. Fazer este asana pode ser cansativo e doloroso.

■ Usa-se água morna e sal para realizar esta atividade. Realizar este asana causa sede e aquecimento interno. Nesta condição, consumo de água fria é prejudicial, pois causa canseira e fraqueza no corpo. O praticante sente-se inconfortável.
Portanto é necessário que no começo, a temperatura da água deve ser só morna e a quantidade de sal deve ser excessiva. Este problema é resolvido pela diminuição sucessiva na quantidade de sal da próxima vez. Se beber água resultar m vômito, então beba menos água e não faça Tiryak Bhujangasana.

■ Inicialmente, você passará fezes seguida por água amarela, e depois da água amarela, passará água normal. Depois disso novamente água amarelada sairá. Neste ponto, a atividade deve parar.

■ Depois de comer khichari, não beba água por 3 horas. Mesmo após 3 horas se você quiser beber água, beba pouca quantidade de água morna. Não se deve beber água fria neste dia. Porque beber água fria pode causar problemas na garganta, assim como catarro e resfriado, etc.

■ Descanse o dia todo, não ande ao ar livre. Depois da atividade, descanse mas não durma.

■ Não tome banho após a atividade. Se for verão então pode tomar banho de água quente ao por do sol.

■ Após a atividade, não sente-se em baixo do ventilador e no inverno, sentar-se ao sol é proibido.

■ Não lave as mãos e pés em água fria por todo o dia. Isto pode causar inchaço. Em dia nublado ou se estiver chovendo, esta atividade não deve ser feita.

■ Crianças, mães de recém nascidos, e pessoas muito fracas não devem faze-la.

■ Após três dias de ter realizado esta atividade, leite e derivados como doces, leite com manteiga, coalhada, etc. (excetuando ghee) não devem ser consumidos.

■ O khichari deve ser feito semi-sólido ao acrescentar arroz e lentilhas na mesma quantidade.
Ao cozinhar, somente sal de rocha e açafrão da terra em pó deve ser acrescentado. Não use mais nada. No dia que esta atividade for feita, somente khichari e ghee podem ser consumidos, não coma mais nada. Mesmo depois desta atividade, os que são obesos sofrendo de doença crônica do abdome, e diabete, devem consumir somente kichari, pelos próximos três dias. Não ponha ghee no khichari na mesma

Quantidade como antes. Normalmente, no segundo dia, uma pequena quantidade de vegetais verdes pode ser ingerida. Significa que somente alimentos de fácil digestão podem ser consumidos em pequena quantidades. Após três dias, comece gradualmente a comer refeições normais.

Hora da prática:

Diabéticos devem fazer esta atividade a cada 40 dias. Pacientes com hemorróidas, constipação crônica e psoríase também devem fazer isso a cada 40 dias. Uma pessoa saudável deve fazer uma vez a cada seis meses ou uma vez por ano para o corpo não pegar nenhuma doença.

Incredible India! (slogan oficial do governo indiano)

OM Shanti

15 de setembro de 2006

Aliança com Índia Prejudica Brasil


Namastê = Nâmaskar

O artigo abaixo NÃO foi escrito por mim. É de Daniel Gallas da BBC Brasil

Aliança com Índia Prejudica Brasil na ONU, dizem analistas

A aproximação entre Brasil e Índia dentro do Fórum de Diálogo do Ibas (que reúne os dois países e a África do Sul) prejudicou as intenções brasileiras de ingressar como membro permanente no Conselho de Segurança da ONU, segundo especialistas ouvidos pela BBC Brasil.
Ao formar uma aliança com a Índia na questão da ONU, o Brasil ganhou a oposição de Paquistão e China nas discussões de reforma do Conselho de Segurança.

"Sob o ponto de vista da reforma da ONU, que foi um dos motivos para a criação do Fórum, o Ibas fez pouco sentido, pois se transformou em um 'abraço de afogados'", avalia o professor Marco Aurélio Cepik, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que estuda as relações de segurança entre os países do Ibas.

"Acabamos nos aliando com os inimigos dos nossos amigos, o que prejudicou a nossa relação com a China, com quem temos uma importante parceria estratégica no campo espacial."
Brasil e Índia também fazem parte do G4, grupo que pleiteia o ingresso dos dois países, além da Alemanha e do Japão, no Conselho.

Fórum do Ibas

Brasil, Índia e África do Sul formaram o Fórum de Diálogo Ibas em junho de 2003. O objetivo da união, segundo a Declaração de Brasília assinada naquele ano, é examinar temas da agenda internacional com uma visão de cooperação Sul-Sul (que defende a união de países em desenvolvimento em torno de interesses comuns).

Nesta quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontra com os chefes dos governos sul-africano, Thabo Mbeki, e indiano, Manmohan Singh, no primeira reunião de cúpula do Fórum.

O bloco, segundo os especialistas, é mais importante como união política do que econômica.
“O Ibas e o G20 (grupo de países em desenvolvimento que negociam a questão agrícola na Organização Mundial do Comércio) são o auge do conceito de cooperação Sul-Sul”, afirma o professor do departamento de Ciência Política da USP Amâncio Jorge de Oliveira.
Segundo ele, apesar da aproximação recente entre Brasil e Índia através do Ibas, os dois países têm votado de forma oposta em diferentes foros multilaterais, sobretudo na Assembléia Geral da ONU.

“Ainda falta convergência entre Brasil e Índia em diversas questões, sobretudo sobre segurança. Já entre África do Sul e Brasil, há grande afinidade nas votações em foros”, afirma Oliveira.
De acordo com Cepik, da UFRGS, isso acontece porque Brasil e África do Sul são potências médias, enquanto a Índia dialoga “um nível acima” com as grandes potências.

Efeito positivo

Apesar das diferenças, os especialistas afirmam que há efeitos positivos da aliança entre Brasil, Índia e África do Sul.

Segundo Cepik, a aproximação dos países tem efeitos positivos nas negociações comerciais.
“A defesa de interesses comuns entre países grandes, sobretudo em negociações comerciais, mostra que Brasil, Índia e África do Sul não são um bando qualquer de protecionistas. A união mostra que a posição comercial dos países é forte e legítima”, diz ele.

Na reunião desta quarta-feira, o Fórum do Ibas pretende inaugurar um grupo de trabalho para elaborar um acordo de livre comércio entre a Índia, o Mercosul e a União Aduaneira da África Austral (Sacu, na sigla em inglês). O Mercosul já tem acordos bilaterais assinados com a Índia e com a Sacu. A implementação ainda depende de aprovação nos congressos brasileiro e argentino.
“O Ibas é um caso em que a diplomacia tenta induzir uma relação comercial, e não o contrário. Isso pode produzir resultados bons na sociedade”, afirma Oliveira.


http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2006/09/060912_ibas_dg.shtml

OM Shanti

14 de setembro de 2006

Futebol Brasileiro na India



Nâmaskar = Namastê

O presidente do Brasil Lula, assinou ontem diversos acordos comerciais com o PM da Índia, mas os acordos que mais chamaram a atenção do noticiário indiano foram os em relação a produção de etanol e o de cooperação em futebol.

As noticias aqui destacam somente as vantagens que a Índia vai ter do Brasil. Eu gostaria de saber quais as vantagens que o Brasil vai ter da Índia. Quem souber, por favor escreva para mim um comentário no blog.

Como você já sabe a Índia é um país extremamente fraco em esportes e seu futebol é medíocre. O clube de futebol de Kolkata, Mohun Bagan, contratou o excelente jogador brasileiro José Ramirez Barreto, mais conhecido somente como Barreto que já faz sucesso aqui há 6 anos.

Barreto ganhou o troféu de melhor jogador estrangeiro na Índia. Com certeza um prêmio bem merecido, com certeza ele é o melhor! Parabéns Barreto!!!

Outros clubes de futebol estão seguindo o exemplo do Mohun Bagan e contratando jogadores brasileiros e africanos. Infelizmente esses jogadores já não são tão novos e talentosos como o Barreto.

Agora com este acordo assinado entre Brasil e Índia, espera-se que jogadores mais novos e de boa qualidade venham enriquecer o futebol indiano. Os indianos estão radiantes com a notícia do acordo. Receber ajuda na área de futebol do único pais 5 vezes campeão mundial é uma verdadeira honra para os indianos.
***

Delhi está neste exato momento sofrendo de uma epidemia de Dengue. Se você estiver planejando vir para cá agora em setembro, traga muito repelente de mosquito para evitar que o mosquito da Dengue te pegue!!!
***

Tem tido diversos atentados a bomba aqui na Índia e ainda ontem descobriram mais duas bombas antes que elas explodissem. Eu não tenho postado sobre isso pois agora é a época em que os brasileiros e turistas começam a vir para a Índia e não queria preocupa-los, mas uma vez que a policia de Maharastra, cuja capital é Mumbai, declarou que o estado está virando um estado terrorista, achei por bem postar aqui no blog.
Se vier para Mumbai ou qualquer outra cidade do estado de Maharastra, por favor tenha cuidado em dobro e faça um seguro de viagem.

OM Shanti

13 de setembro de 2006

Compartilhando Experiências


Nâmaskar = Namastê

Com patrocínio do Restaurante Gopala Prasad o Grupo Natyalaya estará apresentando o espetáculo NATYA KALOTSAVAM no Espaço Cultural Santo Agostinho no próximo dia 14 de setembro, às 20hs30min. Neste espetáculo serão apresentados 3 dos 4 estilos de danças clássicas do sul da Índia: Mohiniyattam, Bharathanatyam e Kuchipudi.

NATYA KALOTSAVAM – Festival de Danças do Sul da Índia
Data: 14 de setembro de 2006
Horário: 20hs30min
Local: Espaço Cultural Santo Agostinho
Endereço: Rua Apeninos, 118 - São Paulo, SP
Telefone: (11) 32094858
Informações: Natyalaya Escola de Danças Clássicas Indianas
Telefone: (11) 8334 3388
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada)

***
Tenho tido a grata oportunidade de conhecer muitos brasileiros e alguns portugueses que vem para a Índia por diferentes motivos. Uns vem para estudar, outros trabalhar, alguns para pesquisar, muitos para "turistar’ :)
Em fim, tenho tido muita sorte em conhecer pessoas ótimas. Gente inteligente e acima de tudo, bons de coração.
Sempre lhes peço para que escrevam um relato para o blog sobre suas experiências indianas, mas alguns preferem não faze-lo.

É interessante observar que a adaptação a uma cultura diferente é algo não só pessoal mas também de gênero! Eu explico; nestes 6 anos de Índia fica claro para mim que as mulheres ocidentais sofrem MUITO mais que os homens para se adaptar. O mundo feminino é muito rico, cheio de detalhes, limpo e organizado. Os homens acabam até gostando e achando conveniente urinar em qualquer lugar quando tiver vontade. Arrotar em público acaba virando diversão, em fim, se adaptam mais facilmente, com certeza.

Outro fator que ajuda ou dificulta a adaptação relaciona-se com o fato de qual região a pessoa vive. Por exemplo: Uma pessoa do sul e sudeste do Brasil ou da costa de Portugal com certeza sofre muito mais para se adaptar aqui. Se a pessoa for gaúcha sofrerá em dobro, primeiro com o clima quente e segundo com o vegetarianismo de certas comunidades.
Sendo da região norte e nordeste do Brasil ou onde o clima é que, o fator climático não será problema, assim como a comida condimentada e apimentada.

Eu sou nascida e criada na cidade de São Paulo e adorava quando fazia 5ºC no inverno, portanto o clima quente e úmido são uma verdadeira tortura assim como o excesso de condimentos na comida e a ‘marvada’ da pimenta; que não só entra queimando como sai queimando também!!

Eu fico muito feliz em ter no blog convidados especiais, ou seja, as pessoas que escrevem contando suas experiências indiana. Não quero que você tenha somente a minha visão de Índia.
Como já disse antes, minha visão é a de uma indo-brasileira que mora há mais de 6 anos e que vivência a Índia nas suas entranhas e no seu dia-a-dia.
É bom que você veja como um turista vê a Índia, como uma moça que veio aqui trabalhar vê a Índia, como uma pessoa que veio aqui estudar vê a Índia, em fim, como pessoas que vem aqui por pouco tempo desenvolvendo atividades diversas vê a Índia.

Eu só lamento não ter ninguém que aqui esteja por 8 anos ou mais, como eu, para escrever para vocês. Por isso mesmo postei a matéria “10 Coisas que odeio sobre a Índia” no dia 05/09/2006.
Eu não comentei nada, mas confesso que quando o Arpi escreveu que mesmo após 30 anos de Índia, ainda se desespera com a falta de energia elétrica, me deu uma sensação ruim, um gosto amargo na boca!
Já sei que meu futuro será escuro, literalmente falando, pois os indianos não param de se reproduzir e a demanda por eletricidade aumenta a cada ano. Vou começa a fazer um grande estoque de velas...

Leia também os relatos das seguintes pessoas no blog Indi(a)gestão:

08/02/2006 – Relato da Roberta
16/02/2006 - Relato da Roberta – Continuação
24/02/2006 – Relato da Roberta – Continuação
10/03/2006 – Relato da Roberta – Continuação
31/03/2006 – Relato da Roberta – FIM
06/04/2006 – Renato na Índia
17/04/2006 - Desabafo
19/04/2006 – Silvia e Ana, uma visão jornalística da Índia
29/04/2006 – Marcelo Panhoca – O Viajante
04/05/2006 – Depoimento da Karen
15/06/2006 – O Verão Indiano e a Paulinha Portuguesa
21/08/2006 – Agnes – Relato – Parte I
22/08/2006 – Agnes – Relato – Parte II
05/09/2006 – 10 Coisas que odeio sobre a Índia
12/09/2006 – Stefânia Former – Depoimento

Om Shanti